Chicão exalta mudança de atitude do Corinthians

Após a eliminação da Libertadores, diante do Deportes Tolima, da Colômbia, o Corinthians se recuperou rapidamente e emendou uma série de duas vitórias consecutivas - contra Palmeiras e Ituano. Para o zagueiro Chicão, o mais importante foi a mudança de postura da equipe.

AE, Agência Estado

10 de fevereiro de 2011 | 13h52

"Era importante mudar um pouco a nossa atitude. A gente estava dando muito espaço contra o Tolima, coisa que não aconteceu contra o Palmeiras", declarou o jogador, nesta quinta-feira, em entrevista à TV Globo, ponderando sobre o momento da equipe. "É como eu sempre falo, com a derrota não podemos nos abater e com a vitória nos empolgar muito".

As duas vitórias consecutivas acalmaram a torcida corintiana, que chegou a protestar com violência no CT Joaquim Grava e no Parque São Jorge. Para Chicão, a atitude desses torcedores só atrapalha a equipe.

"A gente sabe quem são os verdadeiros torcedores. Aquele grupo que foi lá (no Parque São Jorge e no CT do clube cometer atos de vandalismo) não foi ajudar o Corinthians. Até a respeito das contratações, o William já falou, que (a violência da torcida) acaba atrapalhando (na hora de fechar as negociações)", concluiu Chicão, se referindo ao fato de William Machado, novo gerente de futebol corintiano, ter dito que jogadores pedem salários mais altos para aceitar as consequências de defender o time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.