Carlos Parra/Efe
Carlos Parra/Efe

Chile chegará à Copa pensando no título, diz o técnico Jorge Sampaoli

Equipe aposta em talentos como Alexis Sánchez e Arturo Vidal para surpreender favoritos

AE, Agência Estado

21 de outubro de 2013 | 17h41

SANTIAGO - O Chile nunca chegou a uma Copa do Mundo como um dos favoritos e somente em 1962, quando sediou a competição, se aproximou da decisão, terminando com a terceira colocação. O retrospecto está longe de colocar o país como uma das principais forças do futebol mundial, mas o técnico da seleção, Jorge Sampaoli, parece pensar diferente e garante que seus comandados chegarão à Copa do ano que vem, no Brasil, pensando no título. "A aspiração e o desejo é esse (ser campeão), e é para isso que vamos trabalhar. Mas nesta aspiração também está a dificuldade e não podemos gerar falsas expectativas a ninguém", declarou Sampaoli à Rádio Cooperativa, do Chile. "Em novembro terá o sorteio (dos grupos) e logo depois vamos analisar, porque ele nos dará uma orientação do que virá pela frente."

O Chile conta com uma de suas gerações mais talentosas dos últimos tempos, com jogadores atuando e se destacando em grandes clubes europeus, como Alexis Sánchez, no Barcelona, e Arturo Vidal, na Juventus. Mesmo com esses nomes, Sampaoli sabe que a seleção precisará atuar em seu auge para ter chance de brigar com as principais equipes. "Temos que nos preparar para fazer o melhor Mundial, diante de seleções que não perdoarão nenhum erro nosso", comentou o treinador. "A única alternativa que o Chile tem para se igualar com seleções de alto nível é ser extremamente comprometido no funcionamento da equipe", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.