Chile e Peru lutam contra eliminação

As seleções do Paraguai e Equador buscam, na rodada deste sábado, válida pelas eliminatórias sul-americanas, aproximarem-se da líder Argentina e ficarem perto de uma das quatro vagas à Copa de 2002, no Japão e Coréia do Sul. Já para seus adversários, Chile e Peru, respectivamente, esta será "a última cartada" nas pretensões de ainda irem para o Mundial. Ambos estão com a "corda no pescoço" e um tropeço significaria uma possível eliminação da competição com cinco rodadas de antecedência.O retrospecto atuando no Estádio Defensores Del Chaco é uma das armas do Paraguai, para vingar-se dos chilenos. Atuando em Assunção, nestas eliminatórias, a seleção venceu seus cinco compromissos e tenta devolver a derrota da primeira fase, em Santiago, por 3 a 1.Vice-líder da competição, com 23 pontos - a Argentina soma 29 -, o Paraguai estará completo. A grande novidade será o retorno de sua grande estrela, o goleiro José Luis Chilavert, que assim como Roberto Acuña, cumpriram suspensão. O Chile soma apenas 10 pontos.A missão do Paraguai deve tornar-se mais fácil pelo grande número de desfalques do Chile. Mirosevic, Rojas, Salas, Maldonado, Villarroel, Armeño e Pizarro estão contundidos e Zamorano, Acuña, Ruiz e Rozenthal desistiram de defender as cores de seu país.Em Lima, o Peru, sétimo na classificação com 12 pontos, aposta nos números dos confrontos com o Equador, 22 pontos, para voltar a sonhar com a vaga. Em 32 jogos, venceu 16.

Agencia Estado,

01 de junho de 2001 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.