Eliseo Fernandez/Reuters
Eliseo Fernandez/Reuters

Chile ganha e acaba com o sonho do Equador

Em Santiago, seleção chilena vence a partida por 1 a 0 e deixa o adversário fora da Copa do Mundo de 2010

Agencia Estado

14 de outubro de 2009 | 21h27

O Equador chegou à última rodada das Eliminatórias com chances de conseguir a vaga na repescagem para a Copa de 2010. Mas perdeu para o já classificado Chile, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Estádio Monumental David Arellano, em Santiago, e acabou eliminado.

Veja também:

especialMAPA - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Para conseguir vaga na repescagem, o Equador precisava de uma vitória simples em Santiago. Mas enfrentou um Chile animado, que queria comemorar a classificação antecipada com uma vitória diante de seu torcedor - os chilenos garantiram vaga no último sábado, na Colômbia.

Assim, com a vitória desta quarta-feira, o Chile terminou as Eliminatórias em terceiro lugar, com 33 pontos. E também deixou o Equador na sexta colocação, com 23 pontos, ajudando o Uruguai, que ficou na quinta posição, com 24 pontos, e vai à repescagem.

No início da partida, parecia que era o Chile que precisava do resultado. Os donos da casa dominavam o duelo e chegaram perto do gol. Mas o goleiro equatoriano Marcelo Elizaga fez pelo menos três grandes defesas enquanto seus zagueiros batiam cabeça.

Aos poucos, porém, o Equador foi se encontrando em campo, criando algumas chances. Na melhor delas, já aos 45 minutos do primeiro tempo, Edison Mendez tabelou no ataque e bateu cruzado, mas a bola passou pertinho da trave chilena e acabou indo para fora.

Na segunda etapa, o Chile voltou com tudo e, logo aos sete minutos, derrubou todas as pretensões do Equador em ir para a África do Sul. Rodrigo Millar tentou ajeitar a bola dentro da área, mas ela sobrou para Suazo, que encheu o pé para abrir o placar.

Foi o 10.º gol de Suazo, que ficou na frente do atacante brasileiro Luís Fabiano na artilharia das Eliminatórias. O resultado também caiu como uma ducha de água fria nos equatorianos. Depois disso, o Chile teve duas boas chances e quase ampliou o placar.

Precisando do resultado de qualquer maneira, o técnico Sixto Vizuete mexeu na equipe do Equador para deixá-la mais ofensiva. Mas Segundo Castillo foi expulso aos 38 minutos, acabando de vez com as esperanças equatorianas. Festa do Chile - e também do Uruguai.

CHILE 1 X 0 EQUADOR

Chile - Bravo; Medel, Ponce, Vidal (Jara) e Rodrigo Millar; Iturra, Cereceda (Fuentes) e Valdivia; Alexis Sanchez, Suazo e Beausejour (Paredes). Técnico: Marcelo Bielsa

Equador - Elizaga; Reasco, Ivan Hurtado, Guagua e Ayoví; Edison Mendez (Zura), Segundo Castillo, Hidalgo e Cristian Lara (Rojas); Cristian Benitez e Jefferson Montero. Técnico: Sixto Vizuete

Gol - Suazo, aos sete minutos do segundo tempo

Árbitro - Carlos Torres (Paraguai)

Cartão amarelo - Medel, Suazo, Cereceda, Segundo Castillo, Guagua e Hidalgo

Cartão vermelho - Segundo Castillo

Local - Estádio Monumental David Arellano, em Santiago (Chile)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.