Chile quer fazer história contra o Brasil, diz goleiro Bravo

Jogador disse que equipe tem de se comportar exatamente como fez na vitória contra a Espanha no Maracanã, partida considerada ideal

VÍTOR MARQUES - Enviado especial a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

25 de junho de 2014 | 15h43

O goleiro do Chile, Claudio Bravo, afirmou que sua seleção tem uma oportunidade única de fazer história contra o Brasil, sábado, no Mineirão. O confronto é válido pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

"Nem precisa falar em motivação. Vamos enfrentar um rival histórico de Copas do Mundo, com títulos, e que joga com a torcida a seu favor. A verdade é que temos uma oportunidade única de fazer história", disse o goleiro.

Bravo é capitão da seleção chinela. Ele citou que sua equipe tem de se comportar exatamente como fez na vitória contra a Espanha (2 a 0) no Maracanã, partida considerada ideal. "Nosso coletivo funciona contra qualquer seleção", afirmou.

O goleiro negou que o fato de o Brasil ter eliminado o Chile em Copas, como em 1998 e 2010, não pesa no confronto do próximo sábado. "São seleções e momentos distintos. Isso não nos preocupa."

Claudio Bravo foi confirmado nesta quarta-feira como novo reforço do Barcelona. Ele estava no Real Sociedad. Segundo ele, a transferência não interfere em seu desempenho na Copa do Mundo. "É um passo importante na minha carreira, mas estou focado apenas na seleção chilena."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.