Mario Ruiz/ EFE
Mario Ruiz/ EFE

Após duas viradas no placar, Chile derrota Paraguai em amistoso

Alexis Sanchez garante vitória em Santiago aos 39 do 2º tempo

Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2015 | 20h33

O Chile entrou em campo neste sábado pela primeira vez como campeão da Copa América e derrotou o Paraguai por 3 a 2, em amistoso no Estádio Nacional de Santiago. O duelo serviu como preparação para as Eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A seleção chilena estreia contra o Brasil, em outubro. 

Antes do confronto, Arturo Vidal, do Bayern de Munique, deixou a concentração da equipe alegando problemas particulares. Além da ausência do volante, também não atuaram o goleiro e capitão Claudio Bravo, do Barcelona, e o atacante Eduardo Vargas, atualmente do Hoffenheim, da Alemanha.

A partida foi intensa desde o início, com o Chile dominando as ações ofensivas e abrindo o marcador com Felipe Gutierrez, logo aos 8 minutos de jogo. O Paraguai conseguiu equilibrar o duelo, mas saiu para o intervalo ainda atrás no marcador. 

Na volta para a etapa complementar, a equipe treinada por Ramón Díaz empatou e virou o duelo em pouco tempo. Aos 6 minutos, Jonathan Fabbro deixou tudo igual para os paraguaios e, aos 8, com mais volume de jogo, os visitantes viraram o jogo com Edgar Benitez.

Com o apoio da torcida, o Chile empatou, aos 19, com Gutierrez, mais uma vez. Aos 37, em boa jogada do ataque chileno, Alexis Sánchez, o herói da Copa América, deu números finais ao duelo ao fazer o terceiro de sua equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.