Chile x Venezuela terá forte segurança no domingo

Entre 700 e 800 policiais serão destacados para fazer a segurança do jogo entre Chile e Venezuela, no próximo domingo, às 19h15 (de Brasília), em San Juan (ARG), pelas quartas de final da Copa América, informaram as autoridades locais. O duelo definirá o último classificado às semifinais da competição, que começam neste sábado com os confrontos Argentina x Uruguai e Colômbia x Peru. Quem vencer entre chilenos e venezuelanos irá encarar o ganhador de Brasil x Paraguai no jogo que valerá uma vaga na decisão.

AE-AP, Agência Estado

15 de julho de 2011 | 11h30

O alto número de policiais terá como principais objetivos controlar o trânsito e evitar incidentes entre os espectadores, sendo que no último dia 4 houve conflitos entre torcedores uruguaios e argentinos, disse Miguel Castro, diretor de operações da polícia local, em um comunicado distribuído pela organização da Copa América.

Dezenas de milhares de chilenos cruzaram a Cordilheira dos Andes para apoiar a sua seleção desde o início deste mês, sem que tenha sido registrado nenhum incidente grave. Há quase uma semana, foram atacadas pedras quando estudantes locais se reuniram em uma praça central de Mendoza, que fica de frente ao hotel em que está hospedada a seleção Chile e é um ponto de encontro dos torcedores chilenos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa AméricaChileVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.