China condena 39 pessoas por manipulação no futebol

O ex-vice-diretor da Associação de Futebol da China foi condenado neste sábado a dez anos de prisão, em uma tentativa do país de combater a corrupção e a manipulação de resultados. Yang Yimin, acusado de ter recebido 1,25 milhão de yuan em subornos, foi uma das 39 pessoas condenadas em uma única sessão do tribunal no cidade nordestina de Tieliang.

AE-AP, Agência Estado

18 de fevereiro de 2012 | 11h37

Os condenados incluem o ex-chefe da comissão de árbitros, Zhang Jianqiang, que recebeu uma sentença de 12 anos por aceitar subornos num total de 2,73 milhões de yuans e ex-presidentes ou treinadores de cinco clubes do Campeonato Chinês.

Os dirigentes de times receberam sentenças de até oito anos por suborno, apostas e outros crimes que tem relação com a manipulação de resultados. O clube Qingdao Hailifeng foi multado em 2 milhões de yuans por corrupção, enquanto o Chengdu Blades foi multado em 600 mil yuans por conta da mesma acusação.

Na quinta-feira, o mesmo tribunal condenou o árbitro Lu Jun, que apitou dois jogos da Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e Japão, a cinco anos de prisão por ter recebido US$ 130 mil para manipular o resultado de sete partidas. Três árbitros e outros cinco dirigentes foram multados ou condenados a até sete anos por manipulação de resultados.

A China tenta reprimir a manipulação de resultados desde 2009 e considera que esta forma de corrupção mina a competitividade do futebol local. No entanto, os problemas começaram, pelo menos, em 2001, quando as acusações, incluindo suborno de árbitros, surgiram pela primeira vez. A seleção nacional não tem mais chances de se classificar para a Copa do Mundo de 2014 e disputou o Mundial apenas uma vez, em 2002, quando perdeu os três jogos da fase de grupos e não conseguiu fazer gols.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChinacorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.