Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

China pretende se candidatar para sediar a Copa de 2018

A Federação Chinesa de Futebol informou nesta quinta-feira que pretende se candidatar para organizar a Copa do Mundo de 2018. O anunciou foi feito depois de o suíço Joseph Blatter (presidente da Fifa) declarar que os chineses tinham vantagem por causa da estrutura que está sendo montada para a Olimpíada de 2008. "Todos na China esperam receber a Copa do Mundo. Nós não queremos desperdiçar a oportunidade", contou o porta-voz da federação, Dong Hua. "É uma questão muito importante. Mais de dez cidades estariam envolvidas em nossa organização. Por isso, ainda temos muito em fazer para sermos escolhidos."Até o momento, a China tem como rival a Austrália, que apesar de ser da Oceania se filiou à Federação Asiática. No entanto, essa disputa pode não acontecer, uma vez que a Fifa não definiu se manterá o seu sistema de rodízio de continentes para as próximas Copas.Se a alternância for mantida, o Mundial de 2018 acontecerá na América Central ou do Norte (os Estados Unidos aparecem como favoritos) - os chineses só poderiam abrigar a competição em 2022. Porém, caso a Fifa interrompa o rodízio, os países da Ásia poderiam se candidatar já para 2018.A próxima Copa, de 2010, acontecerá na África do Sul. A seguinte, em 2014, será na América do Sul (no Brasil ou na Colômbia).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.