Chinês que apitou em Copa de 2002 é preso por manipulação

Tribunal impôs a Lu Jun uma sentença de 5 anos e meio de prisão por receber US$ 130 mil

AE-AP, Agência Estado

16 de fevereiro de 2012 | 09h35

PEQUIM - Um árbitro que apitou a Copa do Mundo de 2002 está entre as nove pessoas presas ou multadas na China por participação em subornos e manipulação de partidas de futebol. Um tribunal no noroeste da China impôs a Lu Jun uma sentença de cinco anos e meio de prisão por receber aproximadamente US$ 130 mil para manipular sete partidas do Campeonato Chinês.

Lu Jun é o árbitro mais conhecido da China porque apitou duas partidas na Copa do Mundo de 2002, que foi realizada na Coreia do Sul e no Japão. Outros três árbitros, assim como cinco dirigentes, incluindo membros da Associação Chinesa de Futebol, receberam multas ou sentenças de até sete anos por manipulação de partidas.

As autoridades da China trabalharam nos últimos anos para combater a corrupção no futebol profissional do país, que tem passado por um período de crescimento, com altos investimentos e contratação de jogadores renomados. Recentemente, o Shangai Shenhua, se reforçou com o atacante francês Nicolas Anelka.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChinacorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.