Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Chiquinho quer jogar bem em Mogi para cavar um lugar no Santos

Contratado pela diretoria para temporada 2015, ex-jogador do Fluminense estreou pelo Alvinegro com um belo gol contra o Ituano

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2015 | 21h25

O polivalente Chiquinho, autor do segundo gol no jogo do último domingo contra o Ituano, quer jogar melhor para deixar o técnico do Santos, Enderson Moreira, em dúvida para escalar o titular da lateral esquerda quando Caju voltar da seleção brasileira Sub-20. Este é o pensamento do jogador contratado junto ao Fluminense para esta temporada para a partida contra o Mogi Mirim, fora de casa, nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

"Não posso deixar que o gol de domingo me suba à cabeça. O professor me conhece desde a base do Atlético Mineiro e sabe que sou aguerrido, raçudo e que nunca desisto de lutar. Se for preciso dar minha a última gota de sangue para ajudar o time a ganhar, eu dou", disse Chiquinho.

Ao ser lembrado que o Santos goleou por 5 a 2 na última vez jogou em Mogi Mirim, no Paulistão do ano passado, e que Arouca sofreu injúrias racistas, Chiquinho disse que não sabe qual seria a sua reação se o insulto for contra ele. "Não sei o que faria, mas torço para que não aconteça comigo, embora isso tenha se tornado rotina no Brasil".

Para o jogo desta quarta-feira, a tendência é que Enderson Moreira mantenha a escalação da primeira rodada, mesmo se Vanderlei e Marquinhos Gabriel forem inscritos a tempo. Renato, recuperado do desgaste que sofreu diante do Ituano, participou normalmente do coletivo desta terça no CT Rei Pelé e deve começar como titular. Se cansar, Leandrinho entra no seu lugar.

Nos últimos minutos do treino, Enderson Moreira fez quatro substituições no time titular: Cicinho, Marquinhos Gabriel, Ricardo Oliveira e Elano entraram, respectivamente, nos lugares de Victor Ferraz, Thiago Ribeiro, Robinho e Lucas Lima.

No treino, Enderson Moreira mudou o posicionamento dos zagueiros para corrigir as falhas que o setor defensivo apresentou contra o Ituano, deslocando David Braz para a direita e passando Gustavo Henrique para esquerda para cobrir as descidas de Chiquinho ao ataque. O treinador não atendeu a imprensa, mas os jogadores que deram entrevistas disseram que o time vai procurar se impor desde o começo do jogo, atuando ofensivamente como no domingo.

FICHA TÉCNICA

MOGI MIRIM: Daniel; Valdir, Fábio Sanches, Wagner Silva, Leonardo Jesus e Magal; Hygor, Edson, Ratinho e Vitinho; Geovane e Magrão. Técnico: Claudinho Batista

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, David Braz,  Gustavo Henrique e Chiquinho; Alison, Renato, Lucas Lima e Geuvânio; Robinho e Thiago Ribeiro. Técnico: Enderson Moreira.

Juiz: Flávio Rodrigues Guerra 
Local: Pacaembu 
Horário: 19h30
Na TV: Pay-per-view 
Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCChiquinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.