Chivas e Vélez abrem quartas-de-final da Libertadores

Esquecer o cansaço e superar mais uma vez a ausência de seis titulares são as principais tarefas do Chivas na partida desta terça-feira contra o Vélez Sarsfield, que abre as quartas-de-final da Libertadores. O vencedor desse duelo enfrenta São Paulo ou Estudiantes. O jogo desta terça-feira será no Estádio Jalisco, em Guadalajara, às 22h15 (de Brasília), com arbitragem do chileno Carlos Chandía - o mesmo que apitou Corinthians x River Plate, na última quinta-feira - e transmissão do Sportv. Sem seis titulares, que desde meados de abril estão concentrados com a seleção mexicana para a Copa do Mundo, o Chivas surpreendeu e conseguiu não apenas superar o Independiente Santa Fe, nas oitavas-de-final da Libertadores, como se classificou para as semifinais do Torneio Clausura mexicano, ao vencer o Chiapas por 4 a 2, fora de casa. "O desgaste tem sido grande, mas sempre disse que este clube, quando entra numa competição, vai fundo", afirma o técnico José Manuel de la Torre. No milionário futebol mexicano, o Chivas é conhecido por não contratar jogadores estrangeiros. O Vélez, time de melhor campanha na Libertadores até agora, chega para o confronto desfalcado de seu cérebro, o meia Castromán, que não viajou para o México e teria se desentendido com companheiros e com o técnico Miguel Angel Russo. "Vai ser duríssimo, como serão todos os jogos daqui para a frente", afirma o goleiro Sessa.

Agencia Estado,

09 Maio 2006 | 08h21

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.