Mario Ruiz/EFE
Mario Ruiz/EFE

'Choro é coisa do passado', diz Thiago Silva após vitória

Zagueiro perde até mesmo o posto de 2º capitão para Miranda

ALMIR LEITE E GONÇALO JUNIOR - Enviados especiais a Santiago, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2015 | 08h21

O zagueiro Thiago Silva, que perdeu a faixa de capitão da seleção brasileira para Neymar após a Copa e, com a suspensão de Neymar na Copa América, foi preterido por Miranda, confessa que ficou chateado, mas não deixou de apoiar o novo capitão. "Se eu disser que não fiquei chateado, é mentira. Mas aceitei com naturalidade. O Miranda tem uma grande postura para ser capitão na ausência do Neymar. O que passou na minha cabeça foi dar força para ele", afirmou o zagueiro após a vitória do Brasil sobre a Venezuela, por 2 a 1, na noite deste domingo.

Thiago Silva não acredita que tenha perdido a faixa por causa da Copa do Mundo, na qual foi criticado por ter chorado na decisão por pênaltis contra o Chile. "Essa questão do choro é passado. As pessoas falam muito nessa questão da emoção. Se o cara não chora e não sente, ele não é profissional. Se ele sente, o cara é um chorão. Cada um pensa da forma que quiser. Eu tenho na minha cabeça que faço tudo por amor pela seleção brasileira", disse o ex-capitão.

O Brasil volta a jogar na Copa América no próximo sábado, contra o Paraguai, pelas quartas de final. Na última vez em que as duas equipes se enfrentaram pelo torneio, os paraguaios venceram na decisão por pênaltis. "Não posso dizer que será uma revanche, mas terá um gostinho a mais", disse o zagueiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.