Syvain-Thomas/AFP 
Syvain-Thomas/AFP 

Chuva castiga e faz Montpellier interditar estádio

Presidente Laurent Nicollin resume o estado do clube: 'Desolação';  equipe teve que cancelar sua festa de aniversário em novembro

Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2014 | 15h44

As fortes chuvas que caíram na cidade de Montpellier, na França, causaram um grande prejuízo para o principal clube local. Campeão francês da temporada 2011/2012, o Montpellier viu seu estádio, o La Mosson, ser duramente castigado pela força da água e terá que interditá-lo por algumas semanas. A previsão é de que a reabertura aconteça somente em dezembro.

O presidente Laurent Nicollin resumiu o estado do clube em uma palavra: "Desolação". "Não há vestiário, não há nada. Deve haver uma parte do nosso gramado em nosso belo Mediterrâneo. Dá pena ver o estádio assim", declarou em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira.

A incessante chuva que castigou o sul da França na madrugada de segunda para terça inundou ruas e fez com que o Rio Lez transbordasse. A inundação aliada ao transbordamento gerou uma correnteza arrebatadora, que arrastou carros, árvores e o que encontrava pela frente. No gramado do La Mosson, por exemplo, era possível encontrar uma moto que havia sido arrastada. Nos vestiários, lama por todo o canto e em todo o interior do estádio, janelas e vidraças quebradas.

Por conta do ocorrido, o Montpellier deverá mandar suas próximas partidas em campo neutro. A festa pelo quadragésimo aniversário do clube, que aconteceria em novembro, já foi cancelada. "Estamos contando com a solidariedade de nossos amigos de Montpellier. Estamos em uma péssima situação, mas pelo menos isto é bom."

Tudo o que sabemos sobre:
FutinterfutebolMontpellierestádio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.