José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Cícero evita falar sobre salário no Santos e foca em semifinal do Paulistão

'Botei na minha cabeça desde o começo do ano que vou focar apenas no trabalho', disse

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2014 | 19h44

SANTOS - Focado na disputa das semifinais do Paulistão, o meia Cícero desconversou nesta quinta-feira ao ser questionado sobre seu futuro no Santos. Ele afirmou que vai cumprir seu contrato até o fim - o vínculo se encerra em 31 de dezembro deste ano -, mas evitou falar sobre aumento salarial, o que já causou atritos com a diretoria.

"Não quero tocar nesse assunto agora. Botei na minha cabeça desde o começo do ano que vou focar apenas no trabalho. Vou deixar acontecer. Tenho contrato com o clube e estou cumprindo da melhor maneira possível. E ninguém vai poder falar nada porque ajudo bastante", disse o meia.

A postura contrasta com os pedidos públicos de aumento salarial feitos no fim do ano passado. Cícero deixou de cobrar publicamente o cumprimento da promessa de aumento que o clube teria feito na sua chegada, mas não confirma e nem desmente ter recebido algum tipo de compensação.

O atrito com a diretoria foi superado com as boas atuações no Brasileirão do ano passado e no Paulistão deste ano. A expectativa é de que o clube renove por até duas temporadas com o meia nos próximos meses.

SEM MUDANÇAS

Os jogadores se reapresentaram nesta quinta, no CT Rei Pelé, e apenas os reservas e mais Alison, Diego Cardoso e Alan Santos, que entraram no segundo tempo contra a Ponte, foram para o campo e treinaram com bola. Os titulares fizeram um trabalho regenerativo no Centro de Recuperação.

O time não terá mudanças para enfrentar o Penapolense pela semifinais, na Vila Belmiro. A única novidade será na formação do banco de reservas, com a volta de Rildo, que não pode ficar à disposição de Oswaldo, quarta-feira à noite, porque ainda é jogador da Ponte, emprestado ao Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.