Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Cicinho chega e espera teste para estrear no São Paulo

Lateral-direito vê possibilidade de vestir a camisa tricolor ainda hoje contra o Monterrey, pela Libertadores

AE, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2010 | 12h50

O lateral-direito Cicinho, confirmado como novo reforço do São Paulo para a temporada de 2010 após ser emprestado pela Roma, desembarcou na manhã desta quarta-feira no Aeroporto Internacional de Guarulhos, onde chegou depois de 12 horas de voo vindo da Itália. Na chegada, o jogador festejou seu retorno ao clube e comentou sobre a possibilidade de defender o time já na partida desta quarta à noite, contra o Monterrey, no Morumbi, na estreia da Libertadores.

"O São Paulo é a minha casa, um clube conhecido internacionalmente, me deu condições de ir à seleção brasileira. Tive outras grandes oportunidades na carreira, mas foi no São Paulo que eu me tornei um grande jogador", afirmou Cicinho, que depois falou sobre as chances de defender o time já nesta quarta-feira.

"Estou cansado do voo de 12 horas e não treinei nem na segunda e nem na terça. Ainda vou para o CT (Centro de Treinamento)... Tenho que treinar e dar uma transpirada, mas vamos ver o que vai acontecer", reforçou o jogador.

No desembarque, Cicinho ainda falou sobre a possibilidade de usar o São Paulo como um trampolim para o seu retorno à seleção brasileira, pela qual disputou a Copa do Mundo de 2006 como reserva. Ele reforçou seu desejo de jogar o Mundial de 2010, mas admitiu que hoje está fora da briga direta por um lugar na lateral direita.

"Meu pensamento, claro, é de (voltar à) seleção brasileira. Mas é antiético falar de seleção brasileira hoje com os laterais (direitos) que a seleção tem, que são o Maicon e o Daniel Alves", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão PauloCicinhoLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.