Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Cicinho diz que Renê Júnior o ajudou a optar pelo Santos

Lateral assinou um contrato longo com o Alvinegro, de cinco anos

SANCHES FILHO, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 15h09

SANTOS - Apresentado oficialmente pelo Santos nesta quinta-feira, o lateral-direito Cicinho foi cobiçado pelo São Paulo, mas acabou optando pelo clube da Vila Belmiro. Ele explicou que conversou com um ex-companheiro de Ponte Preta, o volante Renê Júnior, que está no Santos desde janeiro e influenciou na sua escolha.

"Tenho um companheiro aqui que já me falava muito bem do Santos, que falava que poderia vir de olhos fechados, por ser um time que sempre brigava por títulos, então optei por vir. A negociação com o São Paulo, por algumas coisas, não deu certo. Mas fiquei feliz e vou fazer de tudo pelos meus objetivos aqui", disse.

Cicinho assinou um contrato longo com o Santos, de cinco anos, e agradeceu a confiança do clube. Para ele, o acordo por tanto tempo lhe dará tranquilidade para desenvolver o seu futebol. "Contrato de cinco anos dá uma tranquilidade para o jogador. Se trata de um grande clube, que sempre está brigando por títulos. Espero retribuir ao máximo essa confiança em mim", afirmou.

Apesar de ter sido apresentado apenas nesta quinta, Cicinho já treinava no Santos há algumas semanas. Ele garantiu que não ficou preocupado com a demora para que a sua contratação fosse oficializada. "Sabemos da competência de quem estava conduzindo, foi bom para que eu pudesse trabalhar fisicamente, mas pela competência das pessoas sabia que ia dar certo", comentou.

Cicinho vive a expectativa de estrear pelo Santos no próximo domingo, quando o time vai receber o Coritiba, líder do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro. "É um jogo que todos querem jogar, mas não depende só de mim, o treinador tem que escolher, temos jogadores de qualidade na briga por posição, o Galhardo está muito bem. Estou pronto e quem ele optar vai dar o melhor no domingo", afirmou.

O lateral aproveitou a apresentação para elogiar Galhardo e Bruno Peres, com quem deve disputar a condição de titular do Santos. "Estou me preparando. São dois excelentes jogadores e para o treinador isso é bom para ter essas opções de qualidades. Espero estar pronto para entrar em campo e ajudar meus companheiros", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCCicinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.