Cicinho festeja estreia e é elogiado por Felipão

Recém-contratado pelo Palmeiras, o lateral-direito Cicinho estreou pelo clube na última quinta-feira à noite, em Piracicaba, onde o time bateu o Ituano por 4 a 1 em sua primeira vitória neste Campeonato Paulista. O jogador mostrou força no apoio ao ataque e ainda sofreu o pênalti convertido por Kléber, que abriu caminho para o triunfo.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2011 | 11h21

Após o duelo, o jogador festejou o seu bom começo com a camisa palmeirense. A sua boa atuação foi reconhecida pela torcida do clube, que aplaudiu o lateral quando ele foi substituído por Vítor, aos 35 minutos do segundo tempo. "Melhor não podia ser, né?", disse Cicinho, para depois acrescentar: "Em se tratando de uma torcida como a do Palmeiras, quando um jogador vai bem ela reconhece e apoia. Eles sabem perceber quando um jogador faz uma boa partida, quando o time joga bem. Se Deus quiser, esse time vai melhorar ainda mais".

O atleta, porém, admitiu que sofreu com o nervosismo que antecedeu a sua estreia pelo Palmeiras. "Deu uma ansiedade antes. Eu fiquei tremendo um pouco na palestra do Felipão, mas depois entrei em campo e voltei a ser o Cicinho de sempre", afirmou o lateral, fazendo uma promoção do seu próprio futebol praticado antes com as camisas de Ituano, Oeste e Santo André, este o seu último clube.

O técnico Luiz Felipe Scolari, por sua vez, elogiou a atuação do novo reforço palmeirense. "Foi bem, fez uma boa estreia", disse o treinador, acrescentando que a personalidade exibida por Cicinho serve de exemplo para o resto do elenco. "É isso que a gente precisa, de jogadores que não sintam o peso da camisa, que atuem com naturalidade e tenham coragem de arriscar jogadas", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.