Cicinho não teme perder vaga no Real

A saída de Vanderlei Luxemburgo do Real Madrid não vai atrapalhar a incorporação de Cicinho ao clube, em janeiro. É ele mesmo que garante. ?Eu vou ser empregado do Real Madrid e não do Luxemburgo. É lógico que ele pediu minha contratação, mas quem contratou também sabia das minhas qualidades. Pena que ele saiu, mas a vida continua. Em fevereiro me apresento ao Real Madrid?. Há a possibilidade de o novo treinador, ainda a ser contratado, não gostar do futebol de Cicinho e pedir que seja emprestado a outro clube menor da Europa. ?Nesse caso, já falei que prefiro ficar no São Paulo. Assim, meu futebol aparece mais e fico com mais chances de disputar a Copa do Mundo?. O Real Madrid pagou US$ 12 milhões por Cicinho. Desse total, 4,8 milhões são para o jogador e esse valor foi diliuído no contrato de cinco anos que jogador e clube acertaram. O São Paulo tem direito a US$ 7,2 milhões. O Real Madrid já pagou metade (US$ 3,6 milhões) em julho, quando o negócio foi fechado. ?Se eles não quiserem mais o Cicinho, ele fica conosco. E mais o dinheiro que o Real Madrid já adiantou. Este não tem volta?, diz o presidente Marcelo Portugal Gouvêa.

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2005 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.