Divulgação
Divulgação

Cicinho pede para Santos esquecer tropeço com Náutico no Brasileirão

Lateral quer que time esqueça empate ruim e comece a se preparar para jogo de domingo

SANCHES FILHO, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 18h24

SANTOS - Diante do lanterna Náutico, o Santos não passou de um empate por 1 a 1, na noite de quarta-feira, na Vila Belmiro, sem conseguir se aproximar do G4 do Brasileirão e frustrando a sua torcida. Para o lateral-direito Cicinho, o time santista precisa esquecer rapidamente desse tropeço e já se concentrar no próximo compromisso: o jogo contra o Atlético-MG, domingo, em Belo Horizonte.

"Tem dia que a gente não está bem. Ontem (quarta-feira) foi assim. Temos que procurar esquecer esse jogo, bola para frente", afirmou Cicinho. "No meu ver, foi a nossa pior partida (desde que o técnico Claudinei Oliveira assumiu o comando em maio), não acertamos nada, mas não quer dizer que não tenhamos qualidade. Vamos procurar acertar o que faltou e voltar a jogar bem, para fazer um grande jogo contra o Atlético-MG."

Titular do time, Cicinho também admitiu que o Santos não tem conseguido jogar bem na Vila Belmiro nas últimas rodadas - antes do empate com o Náutico, perdeu para o Botafogo e ganhou apertado do Criciúma em casa. "Não temos feito bons jogos dentro de casa", avaliou o lateral, que, no entanto, disse ver o time em evolução.

"Nossa equipe está evoluindo", avisou Cicinho, ressaltando que o objetivo do Santos é chegar ao G4, o grupo dos quatro melhores do Brasileirão, e conseguir a vaga na Libertadores de 2014. Atualmente, o time está em sexto lugar com 33 pontos, seis atrás do quarto colocado Grêmio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCCicinhoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.