Divulgação
Divulgação

Cicinho se despede da Ponte Preta e viaja para Santos

Time campineiro deve receber 70% do valor da multa rescisória que é de R$ 10 milhões

AE, Agência Estado

27 de junho de 2013 | 17h40

CAMPINAS - O lateral-direito Cicinho já não faz mais parte do elenco da Ponte Preta. Na manhã desta quinta-feira, o jogador se despediu dos companheiros e sequer participou do jogo-treino contra o Grêmio Osasco, no CT Oscar INN, em Águas de Lindoia. Logo depois, seguiu para a Baixada Santista.

O time campineiro não fala em valores oficiais, mas deve receber 70% do valor da multa rescisória que é de R$ 10 milhões. Destes R$ 7 milhões, 40% ficarão com o clube (R$ 4 milhões) e outros 30% (R$ 3 milhões), com o presidente de honra Sérgio Carnielli. "Eles (Santos) chegaram aos valores que colocamos como o mínimo para efetuar a negociação", revelou o presidente Márcio Della Volpe.

O lucro com a venda de Cicinho deve superar o do zagueiro Cléber, que está se transferindo para o Corinthians. A Ponte negociou o defensor por R$ 8 milhões com um grupo de empresários e deve abocanhar cerca de R$ 6 milhões por seu porcentual (60%) nos direitos econômicos.

Apesar da despedida, o lateral Cicinho não foi visto no CT Rei Pelé, em Santos, nesta quinta. Os titulares do time do litoral fizeram um jogo-treino com o Jabaquara no período da tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.