José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Cicinho sente dores em treino, mas não preocupa Santos

Lateral deve atuar no clássico contra o Corinthians

Sanches Filho, Agência Estado

23 de outubro de 2013 | 19h29

SANTOS - Cicinho deu um susto no treino técnico do Santos, nesta quarta-feira. O lateral sentiu um incômodo na coxa direita durante as atividades e deixou os trabalhos mais cedo. O jogador, contudo, saiu de campo caminhando normalmente e não ser preocupação do técnico Claudinei Oliveira para o clássico contra o Corinthians, domingo, em Araraquara.

O treinador comandou um trabalho de posicionamento dos meias, laterais e atacantes do meio para frente para cruzamentos e finalizações. Como nenhum jogador está suspenso, o técnico deve repetir o time que goleou o Náutico, no sábado passado, em Pernambuco.

Ainda não será nesta rodada que Claudinei poderá contar com a experiência de Marcos Assunção. O volante está de volta ao departamento médico, outra vez com dores no joelho direito em razão de uma lesão que o atormenta desde os tempos do Palmeiras.

O jogador de 37 anos chegou ao Santos em janeiro, a pedido de Muricy Ramalho, para ser o "homem da bola parada", mas participou de apenas 10 jogos e ainda não fez gol. Nesta quarta, ele anunciou em sua página na internet que vai abrir mão do salário de R$ 200 mil mensais enquanto estiver em tratamento. O contrato termina em 31 de dezembro e não será renovado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCCicinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.