Cidade de Munique aprova novo estádio

A população de Munique, na Alemanha, aprovou através de um plebiscito a construção de um novo estádio para a cidade, sede do tradicional Bayern e do 1860 Munique. Segundo resultados provisórios, 66% dos votantes foram favoráveis à construção do novo estádio em substituição do tradicional Olímpico, que recebeu a Olimpíada de 1972. 900 mil cidadãos de Munique estavam habilitados para votar. A campanha a favor do novo estádio uniu os dirigentes dos dois clubes da cidade. O ex-jogador Franz Beckenbauer, presidente do Bayern e vice-presidente da Federação Alemã de Futebol usou seu prestígio e usou o argumento de que a cidade precisava de uma nova arena se quisesse ser uma das sedes na Copa do Mundo que o país organizará em 2006.Os dois clubes se comprometeram a ajudar na construção do estádio, mas a grande parte dos custos - cerca de US$ 350 milhões - viria de recursos públicos. Esse era o principal ponto usado pelos opositores da proposta. Para eles, o estádio Olímpico ainda tem serventia e que os clubes deveriam usar seus próprios recursos se não estão satisfeitos com ele.O curioso da campanha é que Beckenbauer e a maioria dos jogadores do Bayern não tinham direita a voto no plebiscito, por não residirem na cidade.

Agencia Estado,

21 de outubro de 2001 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.