Cienciano faz planos ambiciosos

Depois de conquistar o título da Copa Sul-Americana, o até então desconhecido Cienciano revela projetos ambiciosos para o futuro. O maior deles é construir um moderno estádio em Cuzco, ?ao estilo europeu?, segundo disse o presidente do clube peruano, Juvenal Silva.A idéia é construir um estádio com capacidade mínima de 40 mil pessoas, já que o Garcilaso de Cuzco não pôde abrigar a final da Sul-Americana por não comportar tal número - o Cienciano teve que enfrentar o River Plate na cidade vizinha de Arequipa. De acordo com o presidente Juvenal Silva, o clube está perto de conseguir uma doação estatal de um terreno de 5 hectares."O estádio será ao estilo europeu. Me inclino pelo (estilo) do Bayern de Munique, por sua tecnologia e porque está preparado para a chuva. Inclusive já temos a maquete para construí-lo", anunciou Juvenal Silva, disposto a implantar uma infra-estrutura para dar renome internacional ao Cienciano.Além disso, Juvenal Silva luta para garantir uma vaga no Mundial de Clubes da Fifa, programado para acontecer em 2005. "Joseph Blatter disse que o primeiro a se classificar seria o campeão da Copa Sul-Americana. Se o presidente da Fifa disse isso, tem que ser assim. Espero que agora não mude de idéia, porque não foi campeã uma equipe argentina ou brasileira. Vamos brigar por esse Mundial de Clubes", avisou o presidente do Cienciano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.