Cilinho está de volta ao futebol

O técnico Cilinho está de volta ao trabalho depois de ficar um ano e meio parado. Ele acertou contrato com o América, de São José do Rio Preto, em princípio para montar o time que disputará o Campeonato Paulista da série A-2 - segunda divisão - em 2002.Por isso mesmo, Cilinho assinou um contrato até abril do próximo ano. Ele começa a trabalhar, efetivamente, na segunda-feira por um salário de R$ 30 mil mensais. O novo técnico já conhece bem a equipe de Rio Preto, onde trabalhou por dois anos no período de 1977 a 1999. Seu maior trunfo foi garantir o acesso do time à Série A-1 - primeira divisão - em 1999, quando superou inclusive a forte Ponte Preta - vice-campeã.Aos 63 anos, Cilinho é um técnico polêmico, desde os tempos em que se consagrou dirigindo a Ponte Preta no final da década de 60. Já passou por vários clubes do interior, sempre se destacando por revelar talentos. Além da Ponte, ele já passou por Guarani , Rio Branco de Americana, XV de Jaú e, mais recentemente, no Etti Jundiaí. Esteve no clube patrocinado pela empresa Parmalat durante apenas três meses no começo de 2000.O novo técnico americano também já dirigiu grandes clubes como Corinthians e São Paulo. No Morumbi teve a chance de comandar um time apelidado de "Menudos" com destaques para os então garotos Silas, Sidnei e Müller, e para o artilheiro Careca, entre outros. A sua contratação não agradou a todos no estádio Teixeirão. Alguns conselheiros criticam o atual presidente Pedro Baptista, de tentar usar "o técnico renomado" como escudo para sua campanha eleitoral no clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.