Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Cinco motivos para o Palmeiras acreditar no título da Copa do Brasil

Motivação ganha após vitória nos pênaltis pode embalar a equipe

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2015 | 08h31

Foi no sufoco, mas o Palmeiras conseguiu uma grande vitória sobre o Fluminense, por 4 a 1 nos pênaltis, após vencer no tempo normal por 2 a 1 e chegou à decisão da Copa do Brasil onde terá pela frente o embalado time do Santos, que passou sem sustos pelo São Paulo. Pelo momento, a equipe da Baixada Santista aparece como favorita, entretanto, alguns motivos fazem com que os palmeirenses não joguem a toalha e acreditem que possam ficar com a taça e garantir a vaga para a Libertadores do ano que vem.

Um dos pontos fundamentais é a motivação que a vitória sobre o Fluminense pode ter trazido aos atletas do time alviverde. A classificação, e da forma que foi, faz com que aumentem a confiança e a auto-estima dos atletas, algo que alguns deles até comentaram após a partida. E essa equipe motivada já mostrou que pode dar certo, tanto que chegou a ficar diversas rodadas invicto quando Marcelo Oliveira assumiu o comando da equipe.

Como as finais serão apenas no fim do mês e começo de novembro, existe tempo de sobra para recuperar alguns importantes jogadores, como o meia Cleiton Xavier e o volante Arouca. Ambos estão em fase final de recuperação e devem ter totais condições para as decisões. Cleiton, inclusive, pode até jogar no domingo, contra o mesmo Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Com os dois no time, a equipe ganha bastante em criatividade e marcação. E o meia Fellype Gabriel ainda poderá, finalmente, estrear e também ser útil na decisão.

O Santos conta com as experiências de Ricardo Oliveira, Renato e Vanderlei e o Palmeiras não fica para trás no quesito maturidade. Pelo contrário. Fernando Prass e Zé Roberto ajudam bastante os mais jovens e Lucas Barrios também é outro que tem um currículo respeitável e que mostrou na semifinal que pode ser sim um jogador de decisão, já que fez os dois gols da vitória no tempo normal.

A tendência é que os principais jogadores do Palmeiras permaneçam para a próxima temporada, apesar de algumas especulações envolvendo os nomes de Dudu e Gabriel Jesus. No Santos, Lucas Lima é um que dificilmente permanece e o volante Thiago Maia, que parecia ter tudo acertado para renovar, também tem futuro indefinido. As especulações devem começar a ser assunto no Santos nos próximos dias, diferentemente do que deverá acontecer nos lados alviverde. 

Por fim, o sentimento de revanche que tomou conta dos palmeirenses desde a perda do título do Paulista, se for bem trabalhada por Marcelo Oliveira pode ser algo benéfico, pois pode dar maior concentração aos atletas para os dois jogos. "O Santos está engasgado", admite o lateral Lucas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.