Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Cinco motivos para o Palmeiras acreditar no título da Copa do Brasil

Equipe perdeu por 1 a 0 do Santos na ida e agora decide em casa

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

26 de novembro de 2015 | 07h25

O Santos venceu o Palmeiras por 1 a 0 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, mas a vantagem obtida pelo time santista não é das maiores, já que basta uma vitória simples do time alviverde e a decisão vai para os pênaltis. E se ganhar por dois ou mais gols de vantagem, é a equipe paulistana a campeã. Por isso, apesar do sentimento de frustração pelo resultado negativo, os palmeirenses ainda estão cheios de confiança para a decisão.

Existem cinco motivos principais para a torcida do Palmeiras acreditar que a equipe ainda pode ser campeã da Copa do Brasil.

1. FORÇA NO ALLIANZ PARQUE

O primeiro deles é o fato do Palmeiras decidir o título em sua casa, no Allianz Parque, onde já mostrou diversas vezes o quanto se torna mais forte e consegue superar as adversidades. Mesmo quando não consegue jogar bem, em partidas decisivas a equipe alviverde tem conseguido se sobressair, como aconteceu mais recentemente no jogo contra o Fluminense, quando conseguiu levar a decisão para os pênaltis e brilhou a estrela de Fernando Prass. A pressão que os cerca de 40 mil palmeirenses farão na arena, tem tudo para ser muito maior da que foi feita por pouco mais de 14 mil santistas presentes na Vila Belmiro.

2. PLACAR MAGRO

Outro ponto é que a derrota por apenas 1 a 0 mostrou que toda aquela supremacia do Santos ficou muito mais na teoria do que em campo. O time santista teve oportunidades de ampliar ainda mais o placar, mas não foi capaz de aproveitar as chances e isso pode lhe custar caro. O Palmeiras ficou com seu lado psicológico bastante agitado após toda a confusão com a arbitragem e a troca de provocações com os jogadores adversários.

3. JOGO AÉREO

Algo que também não pode ser ignorado é que o primeiro jogo da decisão ficou marcado pelo excessivo número de jogadas ríspidas e faltas. O Palmeiras tem um jogo aéreo ofensivo muito forte com Barrios, Jackson e Vitor Hugo, além de Rafael Marques, que deve ser reserva. Ou seja, uma bola parada e um cruzamento para a área pode decidir o jogo de forma favorável ao time da casa.

4. DEFESA MELHOROU

A sempre tão criticada defesa palmeirenses teve boa atuação na Vila Belmiro. A dupla Jackson e Vitor Hugo foram seguras, enquanto o time soube se posicionar bem para evitar diversas jogadas do time santista. Caso consiga repetir a boa organização dos zagueiros e corrija as falhas de marcação dos laterais, a equipe ganha em qualidade no setor defensivo e dá maior liberdade para os jogadores do meio para frente atacarem.

5. SANTOS NÃO VAI BEM FORA

Por fim, o Santos é um time que não tem um bom desempenho longe de seus domínios. No Campeonato Brasileiro, por exemplo, venceu apenas um jogo. Na última rodada, perdeu para o Cruzeiro, com o time reserva. O técnico Dorival Júnior já disse diversas vezes que esse é um problema que o preocupa e essa atenção deve ser redobrada para a decisão. 

A finalíssima da Copa do Brasil acontece na próxima quarta-feira, no Allianz Parque. A expectativa é de casa cheia, já que todos os ingressos para a torcida do Palmeiras foram vendidos. O clube não divulgou o número oficial, mas acredita-se que cerca de 40 mil torcedores estejam presentes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.