Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Cinco motivos para Palmeiras e Santos acreditarem no título

Alviverde ganha por 1 a 0 e larga na frente do rival na decisão

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

27 de abril de 2015 | 07h00

A vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Santos, domingo, no Allianz Parque, criou uma situação curiosa. Muitos palmeirenses deixaram o estádio um pouco preocupados pelo resultado magro. Por outro lado, alguns santistas ficaram felizes por ter uma desvantagem possível de reversão na Vila Belmiro. Quais motivos, de fato, existem para as duas torcidas ficarem confiantes na conquista do Campeonato Paulista?

Até mesmo entre os jogadores, o discurso tomou esse caminho. Os atletas do Santos falaram que foi 'bom' perder por apenas 1 a 0, pois acreditam que têm totais condições de reverter o resultado na Vila, no próximo domingo, enquanto os jogadores do Palmeiras acreditam que era possível construir um placar mais dilatado e assim, praticamente sacramentar a conquista do Estadual. Entretanto, o fato de ter conseguido abrir vantagem de poder jogar pelo empate pode fazer a diferença em uma decisão tão equilibrada.

MOTIVOS PARA OS PALMEIRENSES CONFIAREM

1. Com a vantagem no primeiro jogo, um simples empate já garante o título paulista. 

2. O chileno Valdivia pode jogar e ele é especialista em provocar os adversários. Pode cavar a expulsão de algum adversário.  Além disso, tem uma técnica diferenciada com a bola nos pés.

3. Do meio para frente, o Palmeiras mostra boa organização tática e dificilmente passa um jogo sem marcar pelo menos um gol.

4. O técnico Oswaldo de Oliveira tem mais opções no banco de reservas para conseguir administrar o resultado ou atacar, se for necessário. 

5. O Palmeiras tem atuado melhor quando enfrenta equipes que saem mais para o jogo, algo que o Santos deve fazer em casa. 

MOTIVOS PARA OS SANTISTAS ACREDITAREM

1. O Santos conta com o retorno de Robinho, que tem feito um grande Estadual e pode aproveitar as falhas de posicionamento da defesa palmeirense.

2. O jogo será na Vila Belmiro, onde o time é forte e contará com o apoio em massa de seus torcedores. 

3. O Palmeiras não comemora uma vitória na Vila desde o dia 3 de abril de 2011, quando venceu por 1 a 0, com gol do atacante Kleber.

4. Não existe diferença do número de gols marcados em casa ou fora. O fato de o Palmeiras ter vencido por 1 a 0, não significa que, se a equipe marcar um gol, o Santos terá de fazer três. Continuará sendo dois, já que o importante é quantidade de gols marcados nos dois jogos, não importando se foi dentro ou fora de casa.

5. O Santos terá a semana livre para trabalhar, enquanto o Palmeiras terá de atuar na quarta-feira pela Copa do Brasil. Embora vá levar um time reserva, vai ter de dividir as atenções.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.