Célio Messias
Célio Messias

Cinco perguntas para Muricy Ramalho, técnico do São Paulo

Treinador já está pensando no duelo com o Corinthians

Entrevista com

Muricy Ramalho

O Estado de S. Paulo

02 Março 2015 | 07h00

O que achou do jogo contra o Rio Claro?

Não foi bom, muito calor, campo um pouco ruim. Nossa equipe marcou muitos gols nos últimos jogos, tem o melhor aproveitamento da competição e por isso estranhamos este 0 a 0. Não tem nada demais, foi apenas uma má tarde. 

E do rendimento do time, ficou satisfeito?

Mexemos demais no time, até para preservar alguns jogadores do desgaste, então a equipe sentiu a falta de entrosamento. Com todas as mudanças não tem como manter a mesma regularidade dos últimos jogos. Acho que o empate foi normal. 

O próximo jogo é o clássico contra o Corinthians, domingo que vem. Há um sentimento de vingança depois da derrota na Libertadores?

Não tem essa de dar o troco, revanche contra o Corinthians. É um jogo bom para os dois. Começar uma guerra logo no começo da semana não é legal. É outro jogo, temos a semana inteira para nos prepararmos.

Quanto dificulta para o São Paulo a ausência do Alexandre Pato no clássico contra o Corinthians?

Infelizmente tem esse problema de contrato, mas isso estava previsto. Mas agora ele está jogando bem e não pode jogar um jogo tão importante, claro que atrapalha. Mas já estava previsto, temos de encontrar um jogador para atuar com o Luis Fabiano. 

Gostou da contratação do ex-palmeirense Wesley, que foi confirmada hoje (ontem) pela diretoria?

É um bom jogador para uma posição que temos necessidade, já que Maicon está de saída do clube. Wesley está há muito tempo sem jogar, o que não é bom, mas rapidamente vai se entrosar com os novos companheiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.