Pierre-Philippe Marcou/AFP
Pierre-Philippe Marcou/AFP

Cirurgia de Diego Costa é um 'sucesso' e retorno deve ocorrer em fevereiro

Atacante deve tem tempo de recuperação estimado em dez semanas pela imprensa espanhola

Estadão Conteúdo

05 Dezembro 2018 | 12h46

O atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa foi submetido nesta quarta-feira a uma cirurgia no pé esquerdo. O Atlético de Madrid não deu maiores detalhes sobre a intervenção, que foi realizada no Brasil, mas assegurou que ela foi um "sucesso".

"Diego Costa passou por uma cirurgia no pé esquerdo no Brasil nesta manhã, tudo se desenvolveu com sucesso e sem registros de problemas médicos", disse o clube espanhol por intermédio de um breve comunicado.

O Atlético de Madrid não especificou o tempo que Diego Costa ficará afastado dos gramados. Mas, segundo a imprensa espanhola, sua recuperação pode demandar em torno de dez semanas.

Assim, ele deverá voltar a jogar no começo de fevereiro, a tempo de participar das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa e do clássico com o rival Real Madrid pelo Campeonato Espanhol, marcado para o dia 10 do segundo mês do ano.

O atacante, de 30 anos, que já operou o quinto metatarso do pé esquerdo há 12 anos, vinha sofrendo com um desconforto no pé depois de uma pancada que sofreu há algumas semanas. Esse problema, juntamente com outras lesões musculares, fez com que o jogador perdesse até seis jogos nesta temporada e fosse substituído em outros dois desde o início de outubro.

Diego Costa atuou pelo Atlético de Madrid no empate com o Girona, no domingo, por 1 a 1, fora de casa, pela 14ª rodada do Campeonato Espanhol. "Ele fez um grande esforço, ao deixar a alma em cada jogada", disse o técnico Diego Simeone, após a partida, reconhecendo que o jogador estava longe das suas melhores condições físicas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.