Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Cirurgia faz Felipe Melo desfalcar o Palmeiras por seis semanas

Fratura na mão direita, junto com lesão na coxa, força volante a ficar fora de cerca de 12 jogos da equipe na temporada

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de junho de 2017 | 16h58

O Palmeiras vai perder o volante Felipe Melo por pelo menos seis semanas. O departamento médico do clube detectou a necessidade de realizar no jogador um procedimento cirúrgico para corrigir uma fratura na mão direita. O prazo de recuperação é de cerca de um mês e meio, período que o atleta vai utilizar para se tratar também de uma lesão na coxa direita.

Na última partida do time, sábado, contra o Fluminense, o jogador teve de deixar o time ainda no meio de segundo tempo, quando sentiu o problema na coxa. Assim como realizado na partida, o substituto de Felipe Melo deve ser Thiago Santos, que assume a vaga de titular já a partir de quarta-feira, no clássico com o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

A ausência de Felipe Melo coincide com um período de maratona de jogos do Palmeiras na temporadas. Como o clube terá duas partidas por semana até meados de agosto, o volante será desfalque por cerca de 12 partidas, entre compromissos pelo Campeonato Brasileiro e o confronto com o Cruzeiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil. As lesões dele não comprometem a participação na Copa Libertadores, pois o jogador está suspenso até a semifinal.

Felipe Melo é um dos jogadores do elenco com mais partidas no ano, 25. O único problema anterior de lesão dele sofrido em 2017 foi após se chocar com Mina durante clássico com o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, e ter de ficar fora de uma partida enquanto cicatrizava os pontos do corte que levou próximo ao olho esquerdo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.