Cissé se machuca, e França sofre para vencer a China

A dois dias para a abertura da Copa do Mundo, a seleção francesa ficará sem o atacante Djibril Cissé. Isso porque o jogador se machucou na vitória dos "Bleus" por 3 a 1 sobre a China, nesta quarta-feira, no Estádio Geoffroy-Guichard, em Saint-Étienne. Este foi o último amistoso que a equipe comandada pelo técnico Raymond Domenech fez antes de estrear no Mundial, no dia 13, diante da Suíça.A partida começou da pior maneira possível para os donos da casa. Aos 10 minutos, Cissé recebeu uma entrada violenta de um marcador chinês e machucou a perna direita. Após ser substituído por David Trezeguet, o avante do Liverpool foi levado ao hospital para ser examinado. Foi diagnosticado uma fratura na tíbia e ele foi operado.Com isso, Cissé, que deixou o campo chorando muito, será cortado por Domenech. O treinador tem até a próxima segunda-feira para convocar outro atleta para o seu lugar.Depois do incidente, a França teve a primeira oportunidade de abrir o marcador aos 15 minutos. Zidane foi derrubado na área e o juiz Carlos Megía Davilla marcou pênalti. Na cobrança, o meia do Real Madrid escorregou e mandou a bola para fora. Mas os donos da casa não se abateram e conseguiram abrir o marcador aos 30. Em uma bela triangulação, Zidane, que estava no meio-campo, lançou Thierry Henry na área. O atacante do Arsenal tocou para Trezeguet, que, sozinho empurrou para o gol vazio.Após o tento, os franceses diminuíram o ritmo e a China conseguiu o empate aos 23 minutos da etapa final. O capitão Zhi Zheng foi derrubado pelo lateral Eric Abidal e o árbitro anotou novo pênalti, que foi convertido pelo próprio Zheng.Os "Bleus" só conseguiram voltar a ficar à frente no marcador aos 45. Depois de uma boa jogada pela esquerda, Franck Ribéry cruzou na área e Yun Wang afastou errado, colocando a bola no ângulo direito do goleiro Leilei Li, fazendo uma belo gol contra. Dois minutos depois, Ribéry foi lançado e Li saiu da área afastando o perigo, mas Henry ficou com a sobra e chutou da intermediária para ampliar.A seleção francesa, campeã mundial em 1998, embarca para Hannover, na Alemanha, nesta quinta-feira. A equipe comandada pelo treinador Raymond Domenech ficará concentrada na cidade de Aerzen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.