Citadini: "O erro foi trazer de baciada"

?Ei, Citadini? De quem é aquela música que tem o refrão Aleluia...Aleluia...Aleluia??, pergunta um repórter de televisão. ?É do Bach. Por quê??, retruca o vice-presidente do Corinthians. ?É para colocar na minha matéria. Finalmente o seu time ganhou um jogo, hoje do Mogi Mirim.? O diálogo deste sábado pela manhã em Porto Feliz mostra a ironia com que é tratado o Corinthians. Na sua última atividade em sua pré-temporada de 15 dias, depois de perder do Santo André, Barueri e Ituano, em 45 minutos os titulares venceram o Mogi Mirim por 1 a 0, gol do zagueiro Anderson. Os reservas perderam por 2 a 1. Muito mais importante do que o jogo-treino, que outra vez mostrou a fragilidade do Corinthians e a necessidade de reforços para não ser rebaixado no Brasileiro, foi o mea-culpa de Roque Citadini. Aqui o seu depoimento. ?Nunca mais vou autorizar a contratação de jogadores em ?baciada?. Erramos ao trazer 13 de uma vez só. Até hoje tem atleta que não conhece o outro. Vamos mudar a nossa filosofia de contratações. Virão poucos e bons, gente vivida. Não é fácil jogar no Corinthians. Cada vez me convenço mais disso.? Mais do pensamento de Citadini. ?Pode escrever que não foi o Oswaldo quem não quis o Jardel. Foi a diretoria. Esse jogador não vem. Estamos negociando com outro. Se é o Reinaldo do PSG? Não vou responder. As coisas estão caminhando bem com o Tcheco (ex-Coritiba e que está na Arábia). Mas não vou dar maiores detalhes.? Segundo o vice corintiano, ?o Kléber também já antecipou que não deverá ficar no Hannover. Sua volta é viável, só que deverá acontecer apenas em maio. O Cléber, que jogava no Atlético Paranaense e está no México, é um nome que vocês estão falando. Não quero me aprofundar, mas me agrada.? Na opinião de Citadini, Marcelinho não tem chance de voltar. Já Ricardinho... ?Vamos esperar a definição do seu período na Inglaterra. Iremos começar a negociar os jogadores que não vamos aproveitar a partir da próxima semana. Pelo menos uns três vão sair. E quero um novo diretor de Futebol. O Edvar é ótimo nome. O Rivellino era muito nervoso, tenso...?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.