David Klein/Reuters
David Klein/Reuters

City derrota o Tottenham fora de casa e retoma liderança do Inglês

Mahrez fez o único gol logo no começo da partida em Londres

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2018 | 19h02

O Manchester City visitou o Tottenham nesta segunda-feira, fez sua parte e venceu a movimentada partida para reassumir a liderança do Campeonato Inglês. No encerramento da décima rodada da competição, a equipe de Pep Guardiola ignorou a péssima condição do gramado em Wembley e derrotou o adversário por 1 a 0, graças ao gol de Mahrez ainda nos primeiros minutos.

O campo do lendário estádio inglês estava completamente desfigurado, maltratado e ainda com as marcações do confronto disputado no domingo pela NFL, a liga de futebol americano dos Estados Unidos. O City pareceu se adaptar melhor e arrancou o resultado necessário para seguir líder.

Com o triunfo, o time chegou a 26 pontos, mesmo número do Liverpool, mas com vantagem no saldo de gols. Na quinta-feira, a equipe volta as atenções para a Copa da Liga Inglesa, pela qual encara o Fulham, em casa. Já o Tottenham parou em 21 pontos e é o quinto. Na quarta, visita o West Ham também pela Copa da Liga.

O jogo desta segunda começou em ritmo alucinante, o Manchester City tomou o campo de ataque e demorou somente cinco minutos para abrir o placar. Ederson chutou a bola para frente, Trippier errou e entregou para Sterling. O atacante invadiu a área e tocou no meio para Mahrez finalizar para a rede.

O gol não intimidou o Tottenham, que também foi para a frente e ameaçou duas vezes antes de o cronômetro apontar 10 minutos. Aos oito, Kane arriscou de fora da área, surpreendeu Ederson e jogou rente ao travessão. No minuto seguinte, Alderweireld aproveitou escanteio para a área e exigiu trabalho do goleiro brasileiro.

Até pelo estado do gramado, as duas defesas erravam muito. Aos 22, Mendy falhou pela esquerda, Sissoko aproveitou e invadiu a área sozinha, mas demorou demais para definir o que fazer. Cinco minutos mais tarde, Mahrez recebeu na área, pedalou e finalizou firme. Lloris desviou e a bola ainda tocou na trave.

Ederson ainda trabalharia uma última vez no primeiro tempo, em arrancada de Kane, mas finalmente o ritmo diminuiu. O City só voltou a assustar na etapa final, aos nove, quando Bernardo Silva deixou David Silva em ótimas condições, mas o meia, inexplicavelmente, optou pelo passe para Sterling, o que permitiu a reação da defesa.

Os visitantes eram melhores e viram Agüero perder duas boas chances, em ambas parando em Lloris. Mas o último grande momento foi do Tottenham. Aos 34, Mahrez errou, Dele Alli aproveitou, arrancou e tocou para Lamela. Sozinho na área, o argentino isolou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.