AFP Photo/ Oli Scarff
AFP Photo/ Oli Scarff

City faz 5 a 0 no Newcastle e reduz vantagem do Chelsea

Com dois de David Silva, Manchester fica a cinco pontos da ponta; na terça, City recebe o Barcelona pelas oitavas da Champions

Estadão Conteúdo

21 de fevereiro de 2015 | 17h36

O Manchester City não desperdiçou a chance de se aproximar do Chelsea na tabela do Campeonato Inglês. Depois que o líder tropeçou em casa, o time de Manchester fez a lição de casa com sobras ao aplicar 5 a 0 no Newcastle, neste sábado, diante de sua torcida. Mais cedo, o Chelsea empatou com o Burnley, por 1 a 1, também em casa.

Com o tropeço do líder, o Manchester reduziu de sete para cinco pontos a diferença para o primeiro colocado. O Chelsea exibe 60 pontos agora, contra 55 do vice-líder. Longe da disputa pela ponta, o Newcastle ocupa apenas a 11ª colocação, com 32 pontos.

Motivado pelo tropeço do rival, Manchester City não teve qualquer dificuldade para se impor em campo, no Etihad Stadium. Logo no primeiro minuto de jogo Edwin Dzeko invadiu a área pela esquerda e foi derrubado. Sergio Agüero cobrou o pênalti no canto e abriu o placar, aos dois minutos.

Aos 12, Nasri aumentou a vantagem após circular com facilidade dentro da área do Newcastle. Sem sofrer maior resistência da defesa rival, o City entrava na área com estilo, como aconteceu no grande passe de David Silva para Dzeko. O bósnio matou no peito e só completou para as redes, aos 21.

Depois de atuar como "garçom", o meia espanhol deixou sua marca duas vezes no início do segundo tempo. Após bela troca de passes na entrada da área, Silva recebeu na marca do pênalti e finalizou no canto, aos 6. Passados apenas dois minutos, o espanhol voltou à carga ao receber passe de peito de Agüero e encher o pé para as redes.

Com o placar estabelecido, o City administrou a bela vantagem com tranquilidade. Chegou a levar perigo em lances de bola parada, quase sempre com Yaya Touré. Mas acabou aceitando o placar de 5 a 0, apesar da vontade do grupo e do volume de jogo, que poderia ter marcador ainda mais amplo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.