Martin Rickett/Reuters
Martin Rickett/Reuters

City faz homenagem a Agüero antes de último jogo do ídolo em Manchester

Argentino ganha um mosaico na Academia de treinamento do clube e tem campo registrado com seu nome

Redação, Estadão Conteúdo

22 de maio de 2021 | 16h00

Sergio Agüero se despede do Manchester City no dia 29 de maio, na final da Liga dos Campeões diante do Chelsea, em Portugal. Após 10 anos, deve reforçar o Barcelona. Ídolo dos Citizens, ele começou a receber homenagens do clube neste sábado, antes do último jogo em Manchester, ao ganhar um mosaico na Academia de treinamento do clube e ter campo registrado com seu nome.

O mosaico traz sua imagem festejando o primeiro gol no clube, diante do Swansea, em 2011, e foi instalado na City Football Academy, ao lado de um campo de treinos que agora levará seu nome. Uma estátua do atacante também será produzida. Ganhou, ainda, um mural de quase 100 metros com sua imagem e fotografou ao lado dos 15 troféus conquistados com o Manchester City.

Neste domingo, diante do Everton, pelo encerramento do Campeonato Inglês, o argentino faz seu último jogo no Etihad Stadium. Maior artilheiro do clube, com 258 gols em 388 jogos, ele tentará ampliar a marca.

Curiosamente, o argentino quase não foi contratado pelo clube. A diretoria estava de olho em Lavezzi. "Ele apareceu em nosso radar pela primeira vez quando Mark Hughes estava no comando, mas não achamos que poderíamos contratá-lo. Estávamos olhando para Lavezzi. Ele jogou com Edinson Cavani no Napoli e era um bom jogador", revelou Brian Maewood, diretor administrativo do City, neste sábado.

O dirigente foi além, revelando dura concorrência no negócio. "Quando soubemos que podíamos contratar o Sérgio, agimos rápido pois Real Madrid e Juventus estavam trabalhando firme para tê-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.