Tony Obrien/Reuters
Tony Obrien/Reuters

City só empata com o Crystal Palace e vai torcer pelo Arsenal contra o Liverpool

Resultado deixa time de Pep Guardiola com 70 pontos, quatro à frente da equipe de Jurgen Klopp, que pode diminuir esta vantagem na quarta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

14 de março de 2022 | 19h19

O Manchester City finalizou 18 vezes, mas não saiu do empate sem gols com o Crystal Palace, em Londres, nesta segunda-feira, em duelo válido pela 29ª rodada do Campeonato Inglês. O resultado deixa o time do técnico Pep Guardiola com 70 pontos, quatro à frente do Liverpool, que poderá diminuir esta vantagem na quarta-feira, quando vai enfrentar o Arsenal. A diferença chegou a ser de 14.

Já o Crystal Palace, do técnico Patrick Vieira, festejou muito o ponto conquistado, pois alcançou os 34, na 11ª colocação, e ainda somou 180 minutos jogados contra o líder sem tomar gols, afinal no primeiro turno venceu por 2 a 0 em Manchester.

Com rápido toque de bola e muita movimentação, o City iniciou a partida dando a impressão de que conseguiria os gols rapidamente para concretizar mais uma vitória. Mas o constante apoio da torcida e com um posicionamento tático muito bom, o Crystal Palace soube se defender e ainda buscar os contra-ataques.

Se Mahrez, De Bruyne e Cancelo fizeram o goleiro Guaita a realizar boas defesas - e somaram mais uma bola na trave para o City -, os rápidos Olise e Mateta levaram perigo para a meta de Ederson, deixando a disputa bem aberta nos primeiros 45 minutos.

A etapa final começou com os times procurando o ataque, não ratificando em campo a diferença de 34 pontos que separa o líder City do 11º colocado Crystal Palace na classificação do campeonato.

A ousadia dos anfitriões custou caro. De Bruyne acertou a trave e Mahrez chutou por cima. A partir daí, o domínio voltou para o City, que apertou a marcação.

Ao perceber a queda de rendimento de sua equipe, Patrick Vieira trocou a dupla de ataque: Olise e Mateta por Ayew e Edouard. Mas não deu certo. Os visitantes continuaram pressionando bastante.

Aos 25 minutos, com paciência, o City trocou passes mais uma vez e Bernardo Silva errou a finalização dentro da pequena área do Crystal Palace.

De tanto pressionar, o City acabou abrindo espaços para o adversário. Edouard e Zaha fizeram Ederson trabalhar depois de ficar muito tempo como espectador de luxo.

O fim de jogo foi muito bom. La Porte quase fez de cabeça para o City, enquanto Gallagher, após falha da zaga da zaga do time de Guardiola, por pouco não abriu o placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.