Tiago Queiroz|Estadão
Tiago Queiroz|Estadão

Fla-Flu deve levar ao Pacaembu um dos maiores públicos do ano

Mandante no jogo, Rubro-Negro cogita mandar jogos em São Paulo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

18 de março de 2016 | 07h00

Um dos maiores públicos do Pacaembu neste início de ano, quem diria, deve ser para o clássico carioca entre Flamengo e Fluminense, no próximo domingo. A venda de ingressos para o jogo, válido pelo Estadual do Rio, começou nesta quinta-feira e logo nas primeiras oito horas, pelo menos 10 mil entradas foram vendidas.

A comercialização continua até domingo e a tendência é a bilheteria se equiparar ou até mesmo superar os melhores públicos do ano, nas partidas do São Paulo pela Libertadores, que foram de 26 mil (contra o The Strongest) e 32 mil (frente o Cesar Vallejo).

A venda de entradas para o Fla-Flu começou na quinta às 10h na internet e nas bilheterias do Pacaembu. Pela manhã uma grande fila se formou do lado de fora do estádio, o único dos cinco pontos presenciais de venda na capital paulista que aceita dinheiro em espécie. A espera para comprar no local chegou a superar duas horas. Cada torcedor podia comprar no máximo três bilhetes.

A carga total é de 37 mil ingressos. Os dois clubes vão dividir igualmente a distribuição das entradas e o lucro com o jogo. Desde 1942, o Pacaembu não recebe o Fla-Flu, espera que faz os dois clubes terem a expectativa de receber um bom público.

"O clássico não tem a concorrência de outros jogos na cidade. Isso deve atrair a atenção dos paulistas. O resultado financeiro deve ser bem satisfatório", disse ao Estado o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. O time rubro-negro é o mandante no domingo.

A reforma do Maracanã para os Jogos do Rio tem atrapalhado o Campeonato Carioca. O primeiro Fla-Flu da competição foi em Brasília e agora o estádio paulistano foi o escolhido. O Flamengo não descarta retornar outras vezes ao Pacaembu, até mesmo em uma possível fase decisiva do Estadual. "Dependendo do sucesso de domingo, podemos pensar em trazer mais jogos. O clássico vai nos dar a dimensão do que podemos esperar das partidas em São Paulo", afirmou o presidente do Flamengo.

A quantidade de 10 mil ingressos já supera, inclusive, a bilheteria de quatro jogos do São Paulo no Pacaembu pelo Campeonato Paulista. O recorde de público do estádio no ano foi no jogo em que o time do Morumbi derrotou por 1 a 0 o Cesar Vallejo, do Peru, na fase preliminar da Libertadores.

A realização do clássico no estádio municipal reforça o retorno do Pacaembu ao calendário do futebol nacional. No ano passado, com as inaugurações recentes das arenas de Corinthians e Palmeiras, o local foi pouco procurado pelos clubes e recebeu apenas nove partidas.

A situação mudou em 2016, com a reforma do gramado do Morumbi e a realização de shows no estádio alviverde. Essas condições já fazem o Pacaembu ter recebido 11 partidas até agora, fora outras cinco datas já confirmadas, incluindo o Fla-Flu de domingo. O Corinthians ainda vai atuar no local durante a Olimpíada, fora possíveis mandos de campo do Santos e também do Palmeiras.

JOGOS NO PACAEMBU EM 2016

Palmeiras x São Bento - 18.986 pagantes - Renda de R$ 496.340

São Paulo x Água Santa - 7.243 pagantes - Renda de R$ 280.475

São Paulo x Cesar Vallejo - 32.567 pagantes - Renda de R$ 1.951.355,00

São Paulo x The Strongest - 26.467 pagantes- Renda de R$ 1.596.900,00 

São Paulo x Rio Claro - 7.576 pagantes - Renda de R$ 315.060

São Paulo x Novorizontino - 3.471 pagantes- Renda de R$ 150.243

Santos x Mogi Mirim - 11.147 pagantes - Renda de R$ 332.370

São Paulo x Mogi Mirim - 3.013 pagantes - Renda de R$ 127.580

São Paulo x São Bernardo - 12.371 pagantes - Renda de R$ 453.397

Santos x Água Santa - 18.708 pagantes - Renda de R$ 436.880

São Paulo x Palmeiras - 13.852 pagantes - Renda de R$ 495.976

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolFlamengoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.