Reprodução/ YouTube
Reprodução/ YouTube

Clássico de Nova York na MLS tem briga e até bandeirão provocativo

Supostos torcedores organizados geraram início de confusão

O Estado de S. Paulo

10 de agosto de 2015 | 11h08

No primeiro ano com duas equipes de Nova York disputando a MLS, a liga de futebol dos Estados Unidos, as torcidas do New York Red Bulls e New York City parecem já ter incorporado o clima de rivalidade. Neste domingo, antes do último duelo entre os dois times na temporada, que foi realizado na arena dos Red Bulls, supostos fãs foram vistos em cenas de pancadaria em um pub da cidade. Como se não bastasse, durante o jogo, teve até 'bandeirão' tirando sarro de Frank Lampard e Andrea Pirlo, estrelas do New York City.

A cena de confusão no bar foi filmada pelo repórter da Associated Press, Rob Harris. Apesar de não estarem uniformizados, o jornalista acredita que os grupos vistos brigando eram de torcedores das duas equipes, já que o pub em questão é frequentado pelos Garden State Ultras, um tipo de 'torcida organizada' dos Red Bulls que se vestem de preto em dias de jogos. No vídeo, é possível observar um grupo uniformizado justamente de preto envolvido na confusão, que teve garrafas, placas e outros objetos atirados.

Apesar do princípio de tumulto, o repórter esclareceu que a briga não se estendeu por muito tempo nem para outros pontos da cidade. Ainda pelas imagens do vídeo, é possível observar uma viatura de polícia que chega para dispersar os arruaceiros. Apesar da cena lamentável, o clima durante o jogo foi amistoso e, como de costume, as duas torcidas chegaram juntas e 'se misturaram' nos mesmos espaços da arquibancada.

'LAR DE IDOSOS'

A atmosfera amigável, porém, não impediu provocações durante a partida. Atrás de um dos gols, foi posicionado um bandeirão de nada menos que 10 metros de altura que tirou sarro das estrelas recém-contratadas Frank Lampard e Andrea Pirlo. No adereço, os dois jogadores são vistos utilizando bengalas e pantufas. 'Lar de idosos City', diz a provocação. Ambos chegaram ao clube nova-iorquino aos 36 anos.

O meia brasileiro Felipe foi autor de um dos gols da vitória dos Red Bulls por 2 a 0. Este foi o terceiro clássico nova-iorquino da história da MLS. Os outros dois também tiveram vitórias do 'irmão mais velho': 2 a 1 e 3 a 1. Um novo confronto nesta temporada dependerá dos cruzamentos dos play-offs.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.