Clássico dos desesperados no Maracanã

O chavão "clássico do desesperados" se aplica ao confronto entre Botafogo e Flamengo, neste domingo, às 17 horas, no Maracanã, pelo segundo turno do Campeonato Carioca. As duas equipes estão em situação ruim na tabela - o Rubro-Negro com seis pontos e o Alvinegro, com oito -, o que torna uma vitória essencial aos dois para se manterem na disputa pelo título. Apesar de classificado à final do Carioca, o Flamengo enfrentauma crise por causa de duas derrotas seguidas, para Americano epara América. A campanha pífia no returno causoudesentendimentos dentro do clube, o que se evidenciou pordeclarações de alguns jogadores. Petkovic e Beto atribuíram os resultados recentes à falta deunião.No meio dessa confusão, o técnico Zagallo tenta conter o divisãodo elenco e, ao mesmo tempo, manter a esperança de conquistar oreturno. Para ele, a diferença do Flamengo para o líder Americano, queera de seis pontos no fim da última rodada, pode ser superada."Precisamos vencer todos os jogos a partir de agora",afirmou. O problema é que o jogo com o Botafogo é apenas o primeiroclássico do time no segundo turno. Uma boa notícia é que oFlamengo conta com o reforço do zagueiro Gamarra, que estava coma seleção colombiana. O zagueiro foi poupado no meio de semanaporque tinha atuado pelo Paraguai no dia anterior. No Botafogo, tudo que for conseguido daqui para frente serálucro.Depois de dois tropeços no início do turno, a equipe estavapraticamente fora da briga pela primeira posição e, comoconseqüência, pelo título Carioca. Uma goleada sobre o Bangu, nomeio de semana, melhorou os ânimos dos jogadores, embora nãotenha sido suficiente para abafar os problemas técnico daequipe. Desde o início do ano, o treinador Sebastião Lazaroni temtentado armar o time, com diferentes variações, mas sem obtersucesso. Hoje, mais uma vez, pode haver novas mudanças. Otreinador ainda não decidiu se o meia Rodrigo volta ao time,pois Alexandre Gaúcho teve boa atuação no último jogo, assimcomo Serginho. Mas a principal preocupação de Lazaroni é em relação aDonizete, líder do princípio de reação do Botafogo. De novo emboa fase, o atacante tem se tornado uma figura chave da equipe,mas está com dores na coxa direita. A sua participação noclássico é duvidosa. Se não puder jogar, será substituído porDaniel. Depois da boa atuação no último jogo, Leandro Eugênioserá mantido na lateral-esquerda. Ainda neste domingo, pela quinta rodada do Carioca, jogamOlaria e Bauru, na Rua Bariri, às 16 horas; América eFriburguense, em Édson Passos, às 16 horas. Segunda-feira, o Vasco joga com o Volta Redonda, em SãoJunuário e o Madureira, com o Cabofriense, em ConselhieroGalvão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.