Clássico entre Roma e Napoli é atração da rodada do Italiano

Jogadores brasileiros dão força ao time romano na busca pela liderança da competição

19 de outubro de 2007 | 15h45

A volta do clássico entre Roma e Napoli, que não acontecia há algumas temporadas por conta do rebaixamento do time de Nápoles, é a principal partida da oitava rodada do Campeonato Italiano.   A partida, que ocorre no sábado, foi considerada de alto risco pelas autoridades do país. Por isso, só poderão estar nas arquibancadas do Estádio Olímpico da capital os detentores de carnês de ingressos para a temporada.   O confronto entre Roma e Napoli, chamado de "clássico do Sul" na Itália, foi considerado de risco 4 (numa escala até 5) pelo Observatório para as Manifestações Esportivas, criado há cerca de sete meses para tentar combater a violência nos estádios. As duas cidades são próximas, o que motiva a presença de grupos vindos de Nápoles.   Na tentativa de evitar incidentes, o Observatório recomendou que os portões fossem fechados aos torcedores do Napoli, sem ingressos à venda para visitantes.   Em campo, a Roma dos brasileiros Doni, Taddei, Juan e Mancini precisa dos três pontos para não se distanciar da líder Inter de Milão - tem 14, contra 17 do adversário. Outra atração será o duelo entre o atacante Francesco Totti, capitão e ídolo da Roma, e o argentino Ezequiel Lavezzi, artilheiro do Napoli.   Ainda no sábado, a Inter entra em campo horas depois visitando a Reggina, penúltima colocada e que ainda não venceu nenhuma partida no Italiano. O time está a 13 pontos do adversário.   A Inter não deve ter muitos problemas para garantir a vitória, pois contará com a volta dos jogadores que estavam servindo às suas seleções - caso do atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, que vive boa fase.   No domingo, a atração é a partida entre Juventus e Genoa em Turim, fechando a rodada. O time da casa chega empolgado pela renovação de contrato do meia e capitão Alessandro Del Piero, que assinou até 2010 após um longo período de negociações.   Esta será outra partida de alto risco, mas agora a proibição será aos torcedores do Genoa. A Juventus é favorita.   A rodada terá também a partida entre Livorno e Lazio, com duas torcidas de tendências políticas diferentes - o primeiro de esquerda, e a equipe de Roma de extrema direita. Seus confrontos são sempre marcados por insultos entre torcedores e cartazes com dizeres pouco agradáveis.   A situação na tabela não ajuda nenhuma das duas equipes. O Livorno é o lanterna e busca a primeira vitória, enquanto a Lazio está a dois pontos da zona de rebaixamento.   Mais tranqüila é a partida entre Milan e Empoli, no San Siro. O rubro-negro de Milão é favorito, mas segue sem contar com Ronaldo - foi criada toda uma expectativa para a volta do atacante brasileiro nesta partida, mas ele ainda não se recuperou da lesão muscular sofrida em julho.   Completam a rodada os jogos:   Udinese x PalermoAtalanta x TorinoCagliari x CatâniaFiorentina x Siena Sampdoria x Parma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.