Dave Thompson/ AP
Dave Thompson/ AP

United e City fazem clássico de Manchester decisivo no Inglês

Vitória do time de Guardiola pode elevar para dois dígitos a diferença entre o líder e o segundo colocado

O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2017 | 07h00

A rivalidade entre United e City terá um ingrediente a mais no clássico de Manchester, neste domingo, às 14h30, em Old Trafford, pelo Campeonato Inglês. A vitória do time comandado pelo técnico Pep Guardiola sobre o de Jose Mourinho elevará para dois dígitos a diferença entre o líder e o segundo colocado. Oito pontos atrás (43 a 35), os donos da casa querem derrubar a invencibilidade do rival da competição para continuar forte na briga pelo título.

+ PSG libera Neymar para vir ao Brasil resolver problemas particulares

+ Com 2 de Cristiano Ronaldo, Real faz 5 no 1º tempo e goleia Sevilla

A semana contou com uma boa dose de provocação. Mourinho afirmou que não iria cair na conversa de Guardiola, que chegou a dizer que teria desfalques importantes, entre eles David Silva. A presença do espanhol foi confirmada na antevéspera do confronto, conforme esperava o treinador do United.

“Vamos jogar em casa e será um grande jogo. Estou convencido de que chegamos preparados para uma grande atuação e para a conquista de uma vitória”, afirmou Mourinho.

Guardiola procurou tirar um pouco do peso da partida. “Ainda falta muita coisa para acontecer e não teremos nenhuma definição neste domingo, independentemente do resultado. Se ganharmos vamos dar um passo importante (para o título), mas vamos seguir tendo que matar um leão por dia.”

Se David Silva estará em campo pelo City, Paul Pogba, expulso contra o Arsenal na semana passada, é um desfalque importante para o United. O zagueiro Eric Bailly também está fora. Mourinho, pelo menos, terá o retorno de Young e Martial.

O jogo será o terceiro entre os técnicos no Campeonato Inglês. O balanço é favorável ao treinador do City, que tem uma vitória e um empate. Por outro lado, Mourinho levou a melhor em confronto pela Copa da Liga na temporada passada.

“Somos gêmeos na vontade de conquistar títulos”, afirmou Guardiola, que foge da polêmica quando questionado sobre o estilo de jogo do rival, que não faz suas equipes jogarem tão bonito. O futebol é magnífico porque cada técnico tem uma maneira de jogar. Há diferentes maneiras de desfrutar do futebol.”

TROPEÇO

Terceiro colocado, o Chelsea continua distante da dupla de Manchester. No sábado, o time de Londres perdeu para o West Ham por 1 a 0, fora de casa, e estacionou nos 32 pontos, 11 atrás do líder City. Arnautovic fez o único gol da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.