Clássicos mineiros terão torcida única no Independência

Uma reunião envolvendo autoridades e clubes na Federação Mineira de Futebol (FMF) decidiu nesta terça-feira que os dois clássicos entre Atlético-MG e Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Independência, o primeiro deles neste domingo, terão torcida única. Tudo para evitar confrontos entre torcedores rivais e garantir a segurança também dos moradores e comerciantes e a preservação do patrimônio público.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2012 | 19h05

De acordo com a FMF, os motivos que levaram a esta decisão foram diversos. Dentre os dez citados em nota conjunta emitida pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, FMF, Cruzeiro, Atlético-MG e Ministério Público, entre outros, aparecem "a grande possibilidade de conflito entre torcedores", "o pequeno número de ingressos disponíveis, comparados ao expressivo número de torcedores interessados" e o histórico de confronto entre as duas torcidas.

A nota cita ainda a preocupação dos moradores e comerciantes da região do Estádio Independência com o possível confronto de torcedores nas ruas estreitas do bairro e o temor quanto à depredação dos ônibus e vagões de metrô da capital mineira. Além disso, o Ministério Público solicitou que apenas a torcida do time mandante frequente cada um dos clássicos mineiros.

Depois do fechamento do Mineirão para reformas, os dois times passaram a mandar seus jogos na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, região metropolitana de Belo Horizonte. Ali, os primeiros clássicos tiveram duas torcidas, mas uma série de brigas obrigou à mudança de postura, que agora é levada para o Independência, reinaugurado no primeiro semestre.

A medida começa a valer para o clássico deste domingo, às 18h30, com mando do Cruzeiro. A partida da última rodada da competição, marcada para dia 2 de dezembro, terá apenas torcedores do Atlético-MG. A equipe alvinegra já tem o título simbólico do primeiro turno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.