Clássicos são os destaques de rodada do Brasileirão

A 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro, batizada pela CBF como a "Rodada Pelé 70 anos" por causa do aniversário do Rei do Futebol, realmente é especial. Neste domingo, quando oito partidas estão programadas, nada menos que quatro clássicos estaduais serão realizados, sendo que a maioria deles envolve clubes diretamente ligados ao título nacional e, consequentemente, uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América ou à fuga da zona de rebaixamento à Série B.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 08h02

Em um destes duelos regionais está o líder da competição. Com 54 pontos, o Cruzeiro defende a primeira colocação contra o seu rival Atlético Mineiro, que mostra poder de reação após a chegada do técnico Dorival Júnior, mas que ainda está entre os quatro últimos colocados na tabela de classificação. A vantagem cruzeirense estará nas arquibancadas. Por causa de um acordo entre os dois clubes, o estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, será ocupado apenas pela torcida celeste.

No duelo paulista, a briga é apenas na parte de cima da classificação. No Pacaembu, o Corinthians recebe o Palmeiras disposto a encerrar um jejum de sete partidas sem vitórias e, assim, seguir na cola de Cruzeiro e Fluminense, que estão nas duas primeira colocações. A principal novidade é a estreia do técnico Tite, que teve sucesso na sua primeira passagem pelo clube, em 2004 e 2005, e espera repeti-lo desta vez. Do outro lado estará o rival comandado por Luiz Felipe Scolari e pelo meia chileno Valdivia, que sempre costumam se dar bem no clássico.

Em Porto Alegre, o confronto entre Grêmio e Internacional está na mesma situação do duelo paulista. No estádio Olímpico, o clube tricolor quer fazer valer o mando de campo para seguir com a melhor campanha do returno e se manter na luta por uma vaga na Libertadores de 2011. O rival colorado, atual campeão da competição continental, já pensa no Mundial de Clubes da Fifa - em dezembro, nos Emirados Árabes Unidos -, mas ainda sonha com a conquista do título brasileiro, que não acontece desde 1979.

Já no Rio de Janeiro, o clássico entre Vasco e Flamengo, no Engenhão, não tem tanto apelo com relação à situação dos times no campeonato - ocupam posições intermediárias na tabela de classificação e devem garantir um lugar na próxima edição da Copa Sul-Americana. O que vale mais é o aspecto psicológico para o restante da temporada.

OUTROS JOGOS - A rodada deste domingo terá mais quatro partidas, que apesar de não serem clássicos, prometem muita emoção e mudanças nas parte de cima e de baixo da classificação do Brasileirão. Uma delas é o confronto entre o Atlético Paranaense, que iniciou o final de semana na sexta colocação, contra o vice-líder Fluminense, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Na Vila Belmiro, o Santos tem uma grande oportunidade de se manter na cola dos primeiros colocados ou até mesmo ficar mais perto. Enfrenta o lanterna Prudente, que está cada vez mais perto de confirmar a sua queda à Segunda Divisão nacional. Já em Fortaleza, o São Paulo quer manter o bom momento desde a chegada do técnico Paulo César Carpegiani - são três vitórias em três jogos - contra o também animado Ceará, que não perde há cinco partidas.

Por fim, em Goiânia, Goiás e Avaí fazem o duelo do desespero. Ambos estão na zona de rebaixamento e apenas o time catarinenses tem a chance nesta rodada de sair dela. Por coincidência, os dois clubes estão embalados pela classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana, fase em que irão se enfrentar já neste meio de semana, em Florianópolis, pela rodada de ida da competição.

Confira os jogos deste domingo pela 31.ª rodada do Brasileirão:

16 horas

Corinthians x Palmeiras - Pacaembu

Atlético-PR x Fluminense - Arena da Baixada

Ceará x São Paulo - Castelão

Goiás x Avaí - Serra Dourada

18h30

Cruzeiro x Atlético-MG - Parque do Sabiá

Grêmio x Internacional - Olímpico

Vasco x Flamengo - Engenhão

Santos x Prudente - Vila Belmiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.