Classificação à semi da Série C pode render R$ 8 milhões à Portuguesa em 2016

Classificada às quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, a Portuguesa pode receber duas boas notícias se derrotar o Vila Nova e avançar às semifinais. Além do acesso, o clube pode embolsar cerca de R$ 8 milhões, quantia estimada referente à cota de participação na segunda divisão nacional em 2016.

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2015 | 20h33

Em 2015, os participantes da Série B ainda receberam a irrisória quantia de R$ 3 milhões, divididas em 10 parcelas de R$ 300 mil. Na terceira divisão, a Portuguesa nada recebe da CBF além dos custos das viagens em jogos como visitante. Sem dinheiro em caixa, o clube viu no marketing a possibilidade de amenizar a crise financeira. A diretoria foi atrás de padarias, motéis e hotéis e, além de conseguir montar um time competitivo, quitou as dívidas, especialmente os vencimentos atrasados dos jogadores e funcionários.

No momento, a Portuguesa conta com dois patrocinadores masters - uma empresa do ramo de panificação e um fabricante de chocolates -, além de 78 empresas que associaram seus nomes à camisa do clube. A parceira com as empresas foi essencial para pagar os salários atrasados dos atletas.

A CBF divulgou na noite de segunda-feira as datas e horários dos confrontos do mata-mata e a Portuguesa joga a partida de ida contra o Vila Nova, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, no dia 7 de outubro, às 20h30. A folga de 10 dias agradou ao técnico Estevam Soares. "Será muito bom porque estamos com três ou quatro jogadores baleados. Além disso, teremos mais tempo para trabalhar, descansar e chegarmos inteiros diante de um adversário difícil e que tem o mesmo objetivo que o nosso: subir para a Série B", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaSérie C

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.