Cléber Santana espera nova oportunidade no São Paulo

Emprestado pelo São Paulo ao Atlético Paranaense em 2011, Cléber Santana espera ter mais oportunidades em seu retorno ao Morumbi. Mesmo com o rebaixamento do time paranaense para a Série B do Campeonato Brasileiro, o volante acredita que será mais valorizado do que em sua primeira passagem pelo clube. Sob o comando do técnico Paulo César Carpegiani, teve poucas chances e foi encostado.

AE, Agência Estado

25 de dezembro de 2011 | 10h57

Com contrato até o fim de 2012, Cléber Santana deve ter uma conversa com o treinador Emerson Leão para decidir sobre o seu futuro. A concorrência, porém, é das mais duras na posição: o clube recém contratou o ex-cruzeirense Fabrício e quer reabilitar o futebol de Denilson, prata da casa, que ainda não conseguiu se readaptar após viver por muito anos na Inglaterra, onde defendeu o Arsenal.

Cléber Santana pode fazer parte da reformulação do elenco que o São Paulo está fazendo para 2012, depois de mais uma ano sem títulos. Até agora, saíram apenas o meia Rivaldo (ainda sem clube) e o atacante Dagoberto, já liberado para defender o Internacional a partir de janeiro.

A defesa deve perder dois jogadores - o zagueiro Xandão espera por proposta e pelo menos um dos garotos (Bruno Uvini e Luiz Eduardo) deve ser emprestado. No meio, Marlos foi posto à venda. Além dele, o volante Casemiro e os atacantes Henrique e William José são outros "negociáveis".

Na parte de contratações, a diretoria do São Paulo oficializou na última quinta-feira a contratação dos primeiros cinco reforços para a próxima temporada. São eles: o lateral-esquerdo Cortês, do Botafogo, o volante Fabrício, ex-Cruzeiro, o zagueiro Paulo Miranda, que atuava pelo Bahia, e o meio-campista Maicon e o zagueiro Edson Silva, destaques do Figueirense no Campeonato Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão PauloCléber Santana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.