Cléber vira maior dúvida na Portuguesa

A Portuguesa teve uma boa e uma má novidade, nesta terça-feira, no Canindé. O meia Celsinho voltou aos treinos, sem sentir dores nas costas, mas o meia Cléber, com dores na perna esquerda, passou a ser a principal dúvida para enfrentar o Náutico, neste sábado à tarde, no estádio dos Aflitos, em Recife. A Lusa, com três pontos, lidera o quadrangular final da Série B. O meia é artilheiro do time no campeonato, com 13 gols. Ele tinha deixado o gramado, no último sábado, sentindo a lesão e foi poupado dos treinos físicos de segunda, mas voltou a sentir dores na manhã desta terça e encaminhado ao departamento médico. Rapidamente passou por exames de ultrassonografia e ressonância magnética, devendo ser reavaliado nesta quarta à tarde, quando o técnico Giba vai comandar um treinamento tático e, provavelmente, um rápido coletivo. Outra baixa foi o volante Rodrigo Pontes, com inchaço no dedão do pé direito. Giba já avisou que não pretende definir o time antes do jogo e que estuda várias possibilidades táticas. Uma delas é repetir a fórmula usada na fase anterior, quando a Portuguesa usou o esquema 3-5-2 e seu deu bem, vencendo o Náutico por 1 a 0. Émerson, que voltou de suspensão, seria o escolhido. Outros dois jogadores que estão à disposição, após cumprirem automática, são o lateral-direito Wilton Goiano e o volante Rafael Toledo. Por outro lado, os volantes Almir e Rai, com três cartões amarelos, vão ficar de fora. Mas antes de qualquer definição, Giba vai aguardar uma posição médica sobre Cléber.

Agencia Estado,

25 de outubro de 2005 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.