Ciro Campos/Estadão
Ciro Campos/Estadão

Cleiton Xavier ainda busca seu espaço no time do Palmeiras

Meia sofre com a falta de ritmo de jogo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2015 | 07h00

São quase seis meses desde que Cleiton Xavier retornou ao Palmeiras, e até o momento não mostrou a que veio. Sonho antigo do presidente Paulo Nobre, o meia chegou com status de craque. Mas técnica e fisicamente tem deixado a desejar, e é apenas a terceira opção para a meia.

Robinho é o titular absoluto, e Zé Roberto aparece como seu reserva. Marcelo Oliveira tenta administrar a situação, porque sabe que Cleiton é um jogador querido pelos torcedores e diretoria e recebe um dos salários mais altos do grupo.

Um dos motivos que ajudaram na queda de Oswaldo de Oliveira foi justamente o fato de o treinador utilizar pouco o meia. Cleiton tem demonstrado vontade nos treinamentos, mas não tem conseguido convencer Marcelo Oliveira de que merece ter mais oportunidades.

Contra o Vasco, ele ficará no banco de reservas mais uma vez e pode entrar no decorrer da partida. No seu retorno ao clube, o meia fez 12 jogos, sendo dois como titulares. Ele tem contrato com o Palmeiras até fevereiro de 2018.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.