Clayton de Souza/AE - 15/02/2010
Clayton de Souza/AE - 15/02/2010

Cleiton Xavier defende uso de bolas aéreas no Palmeiras

'Hoje em dia, 70% do futebol está resumido em bolas paradas. É o que todo mundo treina', diz o meia

AE, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2010 | 21h42

O meia Cleiton Xavier já perdeu as contas de quantas vezes teve de responder sobre as bolas aéreas do Palmeiras.

Veja também:

linkDiretoria do Palmeiras diz que elenco não está atrás dos rivais

PAULISTÃO - lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

Desde o ano passado, é a principal arma da equipe e o principal motivo para o meia ser fonte da maioria dos gols. Nesta terça-feira, o jogador reconheceu que o time abusa das jogadas. Mas afirmou que não vê nada de negativo nesse aspecto.

"A gente trabalha bastante as cobranças de falta. Hoje em dia, 70% do futebol está resumido em bolas paradas. É o que todo mundo treina e temos de tirar proveito disso", opinou Cleiton Xavier. "É um lance que não tem como marcar. Em um momento desses você pode decidir a partida".

O armador é o mais questionado porque é o responsável pelos passes, mas todos os integrantes do elenco saem em defesa da arma. "Temos criado chances assim e temos de usar. Se é uma coisa forte, que está dado trabalho para os adversários, o Cleiton tem de se destacar mesmo", defendeu Márcio Araújo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.