Cleiton Xavier quer conquistar a torcida do Palmeiras

Meia marcou o gol da vitória sobre o Santo André no Paulistão; Diego Souza não quer empolgação

Redação, estadao.com.br

22 de janeiro de 2009 | 10h07

SÃO PAULO - Autor do gol da vitória do Palmeiras sobre o Santo André, o meia Cleiton Xavier afirmou que está preparado para fazer mais bons jogos pelo Campeonato Paulista e conquistar a confiança do torcedor. O atleta, camisa 10, acredita que a equipe crescerá ainda mais conforme os jogadores se entrosarem dentro de campo.Veja também: Ouça o gol do jogo pela Rádio Eldorado/ESPNPalmeiras confirma a contratação de EdmílsonLuxemburgo destaca comprometimento dos novos jogadoresEspecial: as armas dos times para o Paulistão 2009 Paulistão 2009 - TabelaConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão"A vitória na estreia deu uma tranquilidade maior para continuar o trabalho", declarou Cleiton Xavier. "Já me sinto bem mais livre no time, mas sei que ainda preciso de mais partidas para me entrosar com os companheiros. Essa ansiedade de estrear no Palmeiras, pelo menos, já ficou para trás."Apesar de o técnico Vanderlei Luxemburgo ter dificuldades para escalar o setor ofensivo, Cleiton Xavier descartou ser o homem gol do Palmeiras. "Não posso prometer mais gols. Porém vou fazer o meu melhor para honrar a camisa. Foi um bom começo, agora temos de aprimorar ainda mais nosso futebol porque temos adversários difíceis."Quem também destacou o crescimento do Palmeiras foi Diego Souza. "Nosso time foi firme na marcação em todos os setores do campo. Mas não podemos nos empolgar nesse momento, até porque foi a primeira rodada e precisamos melhorar bastante. As dificuldades vão aumentar e a nossa evolução vai chegar com o decorrer dos jogos."O Palmeiras volta a campo pelo Campeonato Paulista neste sábado, às 17 horas, para enfrentar o Mogi Mirim, novamente no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. O atacante Keirrison, principal contratação para a temporada, pode fazer a sua estreia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.